sábado, 12 de março de 2011

Quebra e atraso de coletivos atrapalham a população

Tribuna de Petrópolis - 12/03/2011

A rotina da população que necessita do transporte público para o deslocamento na cidade conta ainda com ônibus quebrados e falta de cumprimento de horários, e os moradores dos distritos também sofrem com o descaso nos ônibus que atendem as localidades mais afastadas. Quem faz uso da linha Posse/Gaby passou por uma verdadeira viagem nessa semana entre o bairro e o centro da cidade. O trajeto que normalmente é feito em cerca de 1h10 foi completado em até duas horas, acarretando atraso no emprego de muitos usuários da linha.
“Não tivemos o ônibus da linha Posse/Gaby na quinta à noite. É difícil essa situação, pois pagamos R$ 5, o que dá o valor de duas passagens. Nós pagamos por um serviço que não temos, e ainda temos que utilizar veículos precários. Na manhã de hoje (sexta), demorei duas horas para chegar ao trabalho”, disse Sandra Barros, moradora de Barra Mansa.
A empresa Autobus, que administra a linha, ainda está sob intervenção da Prefeitura Municipal, ação que completa 11 meses na próxima semana. Em fevereiro, a intenção do governo municipal era alugar sete veículos eletrônicos (mais econômicos, ecologicamente corretos, com motor mais potente), sendo dois executivos para trafegar exatamente até a localidade de Gaby, divisa entre Posse e Areal, para dar mais segurança aos passageiros e reduzir os problemas causados pelas quebras dos ônibus. A Prefeitura não confirmou se novos veículos foram adquiridos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário