quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Doadores de sangue ganham camisa e lanche no banco do Santa Teresa

Tribuna de Petrópolis - 23/11/2011

Pastor Fernando Soares, integrante do Comempe, doa sangue. Entidade vai divulgar a campanha nas igrejas
O Banco de Sangue do Hospital Santa Teresa está em festa durante toda esta semana. O motivo festivo é o dia do Doador de Sangue, comemorado em 25 de novembro. Desde segunda-feira, o local está todo enfeitado e serve salgados e refrigerante para aqueles que não deixam de cumprir com o seu compromisso de doadores. Há também distribuição de canetas e camisetas. No dia da comemoração, haverá sorteio de brindes e até um bolo. No dia 28, a Guarda Municipal levará grande parte de seu efetivo para a campanha de doação.
Quem quiser mais informações pode entrar em contato com o Banco de Sangue através do telefone 2245-2324. O atendimento no local é feito de segunda a sexta-feira, de 7 às 14h, e sábado de 7 às 11h. O endereço é Rua Paulino Afonso, 477. O banco de sangue serve não só ao Santa Teresa mas também a outros hospitais da cidade, como a Casa Providência, Hospital da Unimed e Pronto Socorro.

Pastores aderem à campanha

E quem esteve ontem no banco de sangue foi um grupo do Conselho de Ministros Evangélicos do Município de Petrópolis (Comempe). Foram 15 pessoas, entre pastores e alguns membros das 120 igrejas registradas no conselho. A intenção dos líderes religiosos é divulgar a importância da doação de sangue nas igrejas e levar um grupo a cada semana para o local. E não foi a primeira vez que eles se mobilizam para campanhas desse tipo, tendo já participado no ano passado.
“A Igreja em si não pode estar voltada somente para o lado espiritual. Como temos fiéis que trabalham na área da Saúde, sabemos que é exatamente nesse período que aumentam muito os acidentes e a necessidade de ter doadores. Muitos reclamam, mas tem pouca ação. Para nós, é uma oportunidade de demonstrar o amor voltado para a atitude”, declarou o pastor Adílson Luiz da Silva, presidente do Comempe e líder da Comunidade Evangélica Cristo em Nós, de Itaipava.
Para Adílson, é importante mobilizar os pastores e líderes das igrejas para que estes sejam exemplo aos fiéis e incentivem a doação de sangue. “Os líderes, às vezes, ficam escondidos e não tomam a frente de iniciativas desse tipo. Toda ação social faz bem para o ser humano. E nós não sabemos se um dia vamos precisar receber sangue, então, fazemos um bem sem saber quem será beneficiado”, enfatizou ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário