domingo, 31 de julho de 2011

Número de ligações já dobrou com divulgação de Disque Denúncia local

Tribuna de Petrópolis - 31/07/2011 

O delegado da 105ª DP, Marcello Braga, comemorou a criação de um cartaz local de pessoas procuradas pela polícia
O Disque Denúncia chegou em Petrópolis no dia 13 de junho e já contabiliza os avanços. Do primeiro semestre de 2010 para os primeiros seis meses deste ano, as denúncias aumentaram de 64 para 140, sendo uma mostra clara da importância do serviço para elucidar os principais problemas da cidade. O serviço já registrava algumas solicitações oriundas da Cidade Imperial mesmo antes de aportar aqui, mas agora passa a contribuir mais ativamente na redução dos índices de criminalidade do município a exemplo do que já faz há 16 anos no Rio de Janeiro, desde agosto de 1995.
O número disponibilizado paras as denúncias é o 0300-253 -177 e surgiu através de uma parceria com o Conselho Comunitário de Segurança de Petrópolis. As chamadas saem a preço de ligação local. Nestes dois meses, com a divulgação das primeiras estatísticas, o Centro (22), Nogueira (14), Itaipava (12), São Sebastião (10) e Mosela (8) são os locais com mais denúncias e representam 47% do total de ocorrências registradas pelo serviço no período.
Os meses de março (16), abril (18), maio (25) e junho (38) apontam o crescimento das chamadas. No entanto, só 10% delas foram procedentes. O 26º Batalhão da PM (50), a 105ª DP (29), a Prefeitura Municipal (16), a Ampla (10), o 7º Comando de Policiamento de Área – CPA (7), o Batalhão de Polícia Florestal e de Meio Ambiente (3), a 106ª DP (3) e o Conselho Tutelar (1) foram os principais órgãos a receber as demandas.
Os assuntos mais denunciados foram: tráfico de drogas (47), uso ilegal de serviços públicos (12), barulho (9), estelionato (7) e direção perigosa (5). Em meio a isso, Raphael Lima, coordenador regional de Petrópolis, disse que as estatísticas ainda são tímidas e o serviço carece de mais participação de todos. “É necessário ter um número muito maior. Ainda não é um volume grandioso de denúncias e algo que já traga muitos resultados. Queremos impactar mais a população e criar a cultura do Disque Denúncia. Quanto mais dados tivermos, melhores resultados serão colhidos”, declarou ele. Só no Rio de Janeiro foram 45.877 denúncias neste início de 2011.
Anteriormente, as denúncias eram feitas ao Batalhão de Polícia Militar, que não operava 24h. “Hoje temos uma estrutura toda preparada para receber as informações e encaminhá-las rapidamente aos responsáveis por tomar tais medidas. Importante ressaltar que garantimos o anonimato e, dependendo do caso, também pagamos recompensas”, relatou ele. É o que acontece na campanha contra a soltura de balões. A iniciativa teve início no dia 15 de maio e se estende até 15 de setembro. A oferta de recompensa vai de R$ 300 até R$ 2 mil e é relacionada à quantidade de balões apreendidos, através da denúncia, em depósitos ou locais de armazenamento clandestinos.

Petrópolis tem cartaz de bandidos procurados


Paulo Ricardo e Edmo: procurados pela polícia
O Disque Denúncia elaborou na última semana, junto à 105ª DP, o primeiro cartaz de bandidos procurados na cidade. Ambos são provenientes do bairro São Sebastião e já possuem mandados de prisão por tráfico e homicídio. São eles: Paulo Ricardo Laurentino Vieira, conhecido como “Nem Galinha” e Edmo Condolo Costa, vulgo “Pé de Pombo”. Eles teriam envolvimento com a morte de  Marcos Felipe Marchetti Furtado Leite, na quadra esportiva da Escola Municipal Papa João Paulo II, que também é utilizada pela comunidade. A Polícia Civil investiga o paradeiro dos dois e espera, com isso, receber denúncias que apontem o local atual de esconderijo dos bandidos.
“Eles já conseguiram fugir de duas operações montadas pela Polícia Civil. Os últimos acontecimentos do bairro São Sebastião envolvendo mortes é através de mando ou execução deles. O nosso contato com o Disque Denúncia tem sido muito bom. As informações são passadas rapidamente e o serviço tem ajudado bastante no nosso trabalho”, declarou o delegado Marcello Braga Maia, titular da 105ª DP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário