sexta-feira, 1 de julho de 2011

Delícias típicas também servem como apoio financeiro a causas sociais

Tribuna de Petrópolis - 01/07/2011

Uma das barracas terá a renda utilizada para a viagem que o menino Gabriel Schanuel Bastos tem que fazer à China
Além das danças dos grupos folclóricos, comidas típicas, concurso de tomadores de chope e outros atrativos já conhecidos da Bauernfest, petropolitanos e visitantes têm mais um motivo para comparecer à Festa do Colono Alemão. Duas das mais de 30 barracas que funcionam nos arredores do Palácio de Cristal são movidas por causas sociais. Uma é da família do menino Gabriel Thompson Schanuel Bastos, que tenta voltar à China para dar seguimento ao tratamento contra a paralisia cerebral. A outra é do Projeto Sadias (Sociedade Ademir Damaceno para Infância e Adolescência Sadias).
“A barraca aqui na Bauernfest é mais uma oportunidade para alavancar a campanha do Gabriel. Consegui o espaço através de um contato com a primeira-dama do município, Marileine Mustrangi, e agradeço também ao empenho da Fundação de Cultura através do presidente Charles Rossi. Não pagamos o aluguel, mas o material foi todo comprado. Até agora arrecadamos R$ 8 mil e é uma ajuda no total que precisamos levantar. Já juntamos cerca de 24% do que necessitamos para a viagem”, explicou Márcia, mãe de Gabriel.
“Recebemos muito apoio e as pessoas têm procurado a nossa barraca. Tudo isso é importante, pois a viagem é bastante cansativa”, explicou Márcia. A conta disponibilizada para ajuda é do Banco Itaú: agência 7965 e conta poupança 01230-0/500, em nome de Gabriel Bastos. Os telefones de contato são 8838-7184 e 8838-3046.

Projeto social com crianças do Morin

Já o Projeto Sadias (Sociedade Ademir Damaceno para Infância e Adolescência Sadias), que também recebeu uma barraca nesta edição da Bauernfest, atende crianças carentes com cursos profissionalizantes. O trabalho é coordenado por José Damaceno, também fundador da entidade, e Rui Alberto Barbosa. São 160 crianças e adolescentes, dos 6 aos 18 anos, que são atendidos na sede localizada na Rua Aristides Mascarenhas, no Morin. José é pai do vereador Thiago Damaceno.
“Além do público local, recebemos crianças de Cascatinha. Elas vão até o local em um ônibus cedido pela empresa Petrópolis. Oferecemos cursos de culinária, corte e costura, carpintaria, bordado, teatro e estamparia. O que arrecadarmos aqui será para custear os gastos até o fim do ano. O resto vai ser completado com os jantares dançantes que organizamos”, informou Rui. É possível ajudar ligando para o telefone 2237-8091.

Nenhum comentário:

Postar um comentário