quinta-feira, 7 de julho de 2011

Disque Denúncia ajuda na redução da criminalidade

Tribuna de Petrópolis - 07/07/2011

O Disque Denúncia chegou em Petrópolis há quase um mês. A instituição tem contribuído decisivamente para diminuir os índices de criminalidade em todo o Estado do Rio de Janeiro, é parceira na implantação das UPP’s e agora quer ajudar a comunidade petropolitana. Um número já está disponível para as ligações, o 0300-253-1177. A ligação tem custo local e é importante destacar que o denunciante tem a garantia do anonimato e é atendido por uma equipe que fica de plantão 24h.
“Queremos divulgar o serviço para que toda a população esteja ciente do seu pleno funcionamento.  Desde a implantação, em 13 de junho, as ligações já aumentaram em 120%, aos poucos o povo já vai aderindo. É algo mais completo do que o 190, onde o atendente tenta extrair o máximo de detalhes possível e depois repassa todos os dados para os órgãos competentes”, relataram Raphael Lima, coordenador regional de Petrópolis, e Adriana Nunes, coordenadora geral do Disque Denúncia.
No ranking das principais denúncias estão: crimes de trânsito, crimes contra a administração pública, crimes contra o patrimônio e reclamações de barulho. “Não temos nada que possa identificar a origem da chamada. O denunciante recebe um número para acompanhar as informações que ele passou, como um protocolo, e dessa forma pode acrescentar novos dados posteriormente.  Os atendentes cadastram os problemas e encaminham aos órgãos competentes. O Disque Denúncia promove segurança com cidadania”, declarou Adriana Nunes.
A entidade está realizando também a campanha contra a soltura de balões. A iniciativa, que ocorre anualmente, teve início no dia 15 de maio e se estende até 15 de setembro. A oferta de recompensa vai de R$ 300 até R$ 2 mil, dependendo  da quantidade de balões apreendidos, através da denúncia, em depósitos ou locais de armazenamento clandestinos. A ONG está agora buscando o apoio das lideranças empresariais locais e quer fazer parcerias para consolidar o projeto na cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário