quarta-feira, 6 de julho de 2011

Estado propõe benefícios para professores grevistas

Tribuna de Petrópolis - 06/07/2011

A greve dos professores do estado completa um mês amanhã. Em Petrópolis, são 14 unidades escolares que integram a rede de ensino, que tem 1.457 unidades escolares em todo o Rio de Janeiro, 1,1 milhão de alunos e 75 mil professores. Segundo Rita Melo, diretora regional pedagógica da Coordenadoria de Educação Serrana III, menos de 20% dos professores ainda estão em greve. “Esse número foi atualizado na sexta-feira, mas com as melhorias anunciadas pelo secretário Wilson Risolia muitos já estão retornando ao trabalho”, informou ela.
O secretário de Estado de Educação, Wilson Risolia, confirmou ontem que o governo antecipará aos professores mais uma parcela do programa Nova Escola, de 2012 para 2011. Também serão antecipadas, para os funcionários administrativos, todas as parcelas restantes da gratificação. Essas medidas beneficiarão cerca de 167 mil servidores da Educação, entre ativos, inativos e pensionistas e representarão um esforço orçamentário de R$ 711 milhões em 2011, esclareceu o estado.
Em Petrópolis, são 14 escolas estaduais: Cardoso Fontes, Dom Pedro II (Cenip), Emb. José Bonifácio (Pedro do Rio), Hercília Henriques Moretti (Corrêas), Irmã Cecília Jardim (Cascatinha), Moysés Furtado Bravo (Posse), Princesa Isabel, Rui Barbosa, Ciep Santos Dumont (Independência), Ciep Cecília Meireles (Corrêas), Ciep Gabriela Mistral (Posse), Ciep Cândido Portinari (Itaipava), E. E. de Araras e Prof. Augusto Meschick.
As principais reivindicações de categoria são: reajuste emergencial de 26%; incorporação imediata da totalidade da gratificação Nova Escola; descongelamento do Plano de Carreira dos funcionários administrativos; regulamentação do cargo de animadores culturais; resgate do pleno funcionamento do Iaserj; eleição direta para diretores de escolas; carga horária de 30 horas para funcionários;  e cumprimento da Lei n.º 11738/2008, que garante 1/3 da carga horária dos professores para planejamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário