segunda-feira, 25 de julho de 2011

Mais de 43 mil idosos em Conferência Regional Serrana

Tribuna de Petrópolis - 22/07/2011


O presidente do CMDDPI, Carlos Jorge Guimarães, revelou que a maioria dos idosos da cidade são mulheres
Petrópolis possui 43 mil idosos, o que, segundo dados do último censo, representa cerca de 14,5% da população. Desses, 25.644 são mulheres e 17.421 homens. A informação foi confirmada por Carlos Jorge Guimarães, presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDDPI) e também diretor do Departamento de Proteção Social Especial da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac). Ele falou sobre o assunto antes da realização da III Conferência Regional Serrana de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa. O evento ocorreu ontem no campus Bingen da Universidade Estácio de Sá e contou com a presença de 122 delegados dos municípios integrantes da conferência e alguns convidados.
Estiveram representados os municípios de Teresópolis, Nova Friburgo, Cantagalo, Santa Maria Madalena e São Sebastião do Alto. “Essa é mais uma etapa para continuarmos lutando pela implantação de políticas públicas para os idosos. Cada cidade teve uma conferência municipal que indicou representantes para esta conferência regional e que, por sua vez, apontará aqueles que estarão na estadual para ainda escolher os delegados da conferência nacional, que acontece no mês de novembro, em Brasília”, disse Carlos Guimarães, conhecido também como Carlinhos.
Ele destacou que o Estatuto do Idoso, sancionado em 2003, garantiu direitos agora também documentados em uma lei oficial. “A lei sozinha não dá resultados se não for passada para a população e devidamente divulgada. Os beneficiados devem refletir e cobrar a aplicação. As àreas de saúde, cultura, acessibilidade e de programas sociais são aquelas com maior abrangência para idosos. Sem a participação do cidadão, as leis não possuem efeitos práticos”, relatou Carlinhos.
Os principais objetivos da conferência foram a implementação de políticas e ações que privilegiem a promoção, defesa e proteção dos direitos da pessoa idosa; debate de temas no campo do envelhecimento, assim como os avanços e desafios da política nacional do idoso; sensibilização da sociedade para a questão do envelhecimento acelerado da população; avaliação dos avanços e desafios do processo de implementação das políticas destinadas às pessoas idosas.
“A conferência é muito importante para a afirmação de políticas públicas do idoso e também para nortear a área. Espero que a conferência, realizada pela primeira vez na cidade, seja uma constante de debates e promova uma verdadeira união dos municípios serranos, que já têm tanta coisa em comum. O governo municipal trabalha firme para esta faixa da população e planejamos criar um Centro de Convivência para o Idoso, assim como fortalecer o conselho e os Centros de Referência da Assistência Social – CRAS”, afirmou Luís Eduardo Peixoto, titular da Setrac.
A Conferência da Região Serrana teve como tema O compromisso de todos por um envelhecimento digno no Brasil, que foi dividido em quatro eixos temáticos. Um deles – Fortalecimento e integração dos Conselhos – foi ministrado pelo ex-vereador José Viveiros de Faria, que é membro do CMDDPI representando o Inpas, um dos orgãos do poder público no conselho. Além de mostrar a importância da existências dessa entidade, ele, que tem 69 anos, brincou com a propria idade em um texto. “Há diferenças entre ser velho e idoso. Idoso tem o privilégio de viver a longa vida, já o velho é aquele que perdeu a jovialidade”, diz um trecho do texto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário