sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Baiana é homenageada no Rio

Tribuna de Petrópolis - 04/11/2011

Máxima foi uma das homenageadas ontem no Rio de Janeiro
Ontem, na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, foram entregues Moções de Congratulações e Aplausos para 15 mulheres da Associação das Baianas de Acarajé e Mingau do Rio de Janeiro (ABAM). Uma delas é de Petrópolis, Máxima Cruz dos Santos, que há 13 anos trabalha em uma barraca no Palácio de Cristal. As baianas são formandas da primeira turma do curso de Noções Básicas em Manipulação de Alimentos, promovido pelo Senac Rio. A atividade é Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil desde 2005.
“Quem tem que salvaguardar a cultura e tradição das baianas de acarajé somos nós mesmas, não é o Iphan ou Ministério da Cultura. Entrei na associação e acho importante participar por ser uma das mais experientes e esclarecidas. Algumas acabam desistindo por não entender bem as exigências do governo. Já sofremos muito preconceito e perseguição, hoje estamos mais organizadas”, declarou Máxima. A homenagem veio do vereador Dr. Eduardo Moura (PSC).

Nenhum comentário:

Postar um comentário