quinta-feira, 10 de novembro de 2011

UCP promove evento para orientar os estudantes em relação às profissões

Tribuna de Petrópolis - 10/11/2011

Camila da Silva Pereira, 17 anos, só decidiu a profissão que quer seguir depois de conversar com um engenheiro
A Universidade Católica de Petrópolis recebeu ontem cerca de 800 alunos do Ensino Médio que puderam conhecer os 28 cursos oferecidos pela instituição através da Mostra UCP.  Em sua terceira edição, o evento teve por objetivo tirar as dúvidas dos estudantes sobre a carreira a ser seguida. Os professores apresentaram laboratórios, fizeram palestras e conversaram com os alunos.  A orientação vocacional foi uma das atividades mais procuradas.
“O nosso intuito é apresentar os cursos da UCP para os alunos e através de palestras e oficinas, assim como as visitas guiadas aos laboratórios, eles vão se identificando com as profissões que pretendem seguir. Além das escolas de Petrópolis que se inscreveram, tivemos ainda uma significativa procura espontânea de muitos jovens que quiseram aproveitar a mostra”, informou a professora Josília Fassbender, coordenadora de assuntos comunitários da universidade.
Alguns estudantes vieram de longe para prestigiar o evento. Escolas de São José do Vale do Rio Preto, Areal e Carmo marcaram presença. “O jovem tem muitas dúvidas sobre que carreira seguir, por isso colocamos na programação duas orientações vocacionais, uma de manhã e outra de tarde, para poder atingir um número maior de estudantes”, declarou Josília. Para ela, a participação da UCP em movimentos comunitários como a Frente Pró-Petrópolis é importante para  se inserir na sociedade local e mostrar aos jovens que o papel da instituição vai além do ensino.
Dos alunos que vieram de outras cidades, duas meninas de São José do Vale do Rio Preto eram das mais animadas. Camila da Silva Pereira, 17 anos, e Bruna Carvalho Faria, também de 17, acompanharam as atividades, mas só ficaram mais tranquilas ao conversar com um professor de engenharia civil. “A gente já sabia que ia ter a mostra. Eu vim em 2010 e achei muito interessante, como agora. Só conversando com um engenheiro é que eu decidi por onde seguir”, relatou Camila. 
Já Bruna, que tem um interesse bem amplo, indo de medicina legal até astronomia, optou pelo curso  da UCP também. “Acho que engenharia civil é mais viável e mais perto também”, declarou ela.  A programação foi dividida por área de concentração dos cursos e durou o dia todo. O Centro de Ciências da Saúde, que reúne os cursos de Biomedicina, Educação Física, Fisioterapia e Psicologia, foi um dos locais que ofereceu palestras e oficinas, além da visita aos laboratórios de anatomia e de química. O anatômico fez sucesso e despertou a curiosidade dos estudantes.

2 comentários:

  1. Aqui quem fala é a Bruna C. Faria. Hoje faço Engenharia Civil na UPC e de forma algum me arrependo de não ter ido para UFRJ fazer Astronomia. A UCP dá um excelente suporte para nós, futuros engenheiros (se Deus quiser), e engenharia é exatamente o que eu sempre quis e não sabia. Agora eu sei.

    ResponderExcluir