quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Paróquia São Judas Tadeu celebra o seu padroeiro

Tribuna de Petrópolis - 27/10/2011

A Paróquia São Judas Tadeu, no bairro Mosela, celebra o seu padroeiro nesta sexta-feira. Durante todo o dia, serão sete missas, além da festa externa que terá a venda de doces, salgados, bolo do padroeiro e artigos religiosos. Entre os dias 19 e 26 de outubro foi realizada a novena, que contou com a presença de vários sacerdotes da Diocese de Petrópolis. O santo é popularmente conhecido como intercessor das causas desesperadas e também é padroeiro do Clube de Regatas do Flamengo.
A missa das 7h é destinada aos devotos e às equipes de trabalho. Logo após a celebração, haverá a bênção do bolo do padroeiro. Às 9h, a missa é especial para a Escola São Judas Tadeu e às 11h quem marca presença são as pastorais da comunidade. Já às 14h acontece a Missa dos Enfermos. Às 16h30, a celebração é voltada para os dizimistas e benfeitores. E como amanhã também é feriado para o serviço público municipal, às 18h30 a missa é para os funcionários públicos. A tradicional procissão de São Judas Tadeu ocorre às 20h e às 20h30 o encerramento das festividades vem através da missa solene.
Para os rubro-negros, o santo se tornou forte na década de 50. O padre Góes, da Paróquia São Judas Tadeu, do bairro carioca do Cosme Velho, foi até a Gávea celebrar uma missa, em 1953. Naquela ocasião, o clube estava há quase nove anos sem ganhar o Campeonato Carioca. O religioso pediu que os torcedores fossem até o templo e acendessem uma vela para o santo. E deu certo. O time iniciava ali a conquista do seu segundo Tri Carioca (1953/54/55). Em 2007, César Maia, então prefeito do Rio, decretou o Dia do Flamenguista, a ser comemorado também em 28 de outubro.
A Paróquia São Judas Tadeu foi criada em 2010 pelo bispo diocesano Dom Filippo Santoro, que  nomeou como pároco padre Luis Melo e vigário padre Nerel Quirino. A igreja, porém, existe desde a década de 50 e a estruturação da comunidade se deve principalmente ao trabalho do incansável frei Aniceto Kroker. O religioso veio em 1956 para o Convento dos Franciscanos em Petrópolis e foi vigário da Paróquia Sagrado Coração de Jesus.
As Obras Sociais São Judas Tadeu da Mosela, reconhecidas como de Utilidade Pública Municipal em decreto de 1958, dão suporte à paróquia. Fundada em 28 de outubro de 1952, tem como principal fruto a Escola São Judas Tadeu, que hoje mantém convênio com a Mitra Diocesana e a Secretaria de Educação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário