quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Despejo de entulho no rio da Rua Paulo Hervê preocupa

Tribuna de Petrópolis - 12/10/2011

Leito do rio, raso e estreito, é área escolhida para despejo de lixo e entulho
Em  uma das principais rotas de entrada e saída da cidade, a Rua Paulo Hervê, no Bingen, que ganhou ainda maior peso com a ida da rodoviária para aquela região, a preocupação de moradores é ter que conviver com o risco constante de transbordamento do rio neste período do ano. Isso se dá, principalmente, pelo leito do curso de água ser bastante estreito e raso e o acúmulo de detritos e até de entulhos, em alguns pontos, pode acabar prejudicando aqueles que fazem uso da via. Mesmo o trabalho de dragagem não é suficiente.
“O leito do rio por volta do número 1000 é raso e estreito, fora que ali se acumulam areia e pedras. É uma das principais vias de acesso de Petrópolis, merece um cuidado especial. Sugiro que aumentem a calha do rio  nesse trecho”, declarou Felipe Araújo, morador do logradouro. A também residente do bairro Aline Cruz fez a sua ressalva. “Basta uma chuva leve e a rua fica toda empoçada. Os bueiros não dão a vazão necessária e seria bom que tivéssemos um melhor escoamento do rio”, relatou ela.
Em dezembro de 2010, a localidade sofreu com enchentes pela chuva forte que caiu naquele pedaço da cidade. Outra questão que causa inquietação para alguns moradores é o despejo irregular de lixo que seria feito por alguns comércios. De acordo com uma denúncia, uma grande loja seria responsável por deixar que o lixo acumulado em seu estacionamento caísse dentro do rio. Ontem, nada foi encontrado no local apontado, o proprietário do estabelecimento deu suas explicações.
“O lixo fica realmente depositado em um canto do meu estacionamento, mas não há riscos de cair no rio. Tem o barril, que serve como depósito, e o muro protegendo. O papelão é recolhido no fim do dia por um rapaz que trabalha com esse material e leva para a reciclagem. E, também no fim do dia, levo o barril para a calçada. A Comdep tem feito a coleta diariamente e não tenho visto problemas. O que pode ocorrer é quando algum vândalo acaba derrubando o barril ou há uma ventania forte. Fora isso, não há ocorrências”, informou Sérgio, gerente da loja Tem Tudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário