sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Busca de mão-de-obra local qualificada no Cefet cria oportunidades em multinacional

Tribuna de Petrópolis - 21/10/2011

A parceria entre a Orange e o Cefet garante mão-de-obra qualificada
Em meio à Semana de Extensão, que é realizada juntamente com a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, a unidade de Petrópolis do Cefet recebeu ontem importantes executivos de uma multinacional com atuação na cidade. Estiveram presentes o vice-presidente de vendas da Orange Bussiness Services para a América Latina, Mauro Cruzeiro, e os responsáveis pelo RH mundial da própria Orange, Patricia Waldron-Werner, e da sua proprietária, a France Telecom, Bruno Meitleing. Eles assinaram a renovação de uma parceria que permite à empresa captar mão de obra diretamente do local.
A Orange já tem a parceria há dois anos com o Cefet aqui em Petrópolis e há 13 no Rio de Janeiro. O nosso intuito é absorver a mão de obra qualificada que é formada aqui. Ainda não podemos precisar a quantidade de vagas que iremos abrir, mas aviso que o mercado está em expansão. Vamos poder expandir nossa atividades aqui no município em um curto prazo”, declarou Mauro Cruzeiro. Segundo informações confirmadas por George Paiva, gerente de RH no Brasil, até 2015 a empresa pretende ter de 90 a 95% de seu quadro de funcionários preenchido por alunos com o curso de ções/TV Digital.
Dos últimos 70 contratados, 30 possuem a qualificação do instituto federal. Para a multinacional, as novas admissões estão condicionadas ao desenrolar da crise mundial. “Os clientes mundo a fora podem ser impactados pela crise. No entanto, o crescimento na América Latina e, sobretudo no Brasil, tem sido acelerado”, destacou Mauro. Ele também é ex-aluno da instituição, onde esteve entre os anos de 1978 e 1981, e valoriza a formação. “Ganha a faculdade, com mais alunos interessados, a empresa com uma mão de obra preparada e o próprio aluno que sai formado e com emprego praticamente garantido”, enfatizou Mauro Cruzeiro.
Para o professor Paulo Bittencourt, diretor do Cefet, a parceria é muito positiva. “Há quatro anos existe o contato com a empresa, mesmo antes da unidade ser inaugurada oficialmente. Hoje, 70% dos alunos estão empregados e creio que as oportunidades virão para outros. A nossa grande luta é levar o conhecimento técnico para alguma aplicação prática. E isso temos conseguido aqui”, comentou ele.
A Orange, líder mundial na integração de soluções de comunicações, atua em 13 cidades do Brasil e possui clientes em 220 países. Dos quatro centros de suporte em todo o mundo, um deles fica em Petrópolis, no Quitandinha. Os outros três estão no Egito, Índia e Ilhas Maurício.

Nenhum comentário:

Postar um comentário