terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Duas semanas à espera de uma vistoria

Tribuna de Petrópolis - 11/01/2011


Rosane reclama da demora dos técnicos da Defesa Civil: inspeção, segundo o governo, deve ser realizada hoje

A forte chuva que caiu na região do Bingen no dia 27 de dezembro de 2010 ainda é motivo de problemas para os moradores. Uma barreira ainda ameaça duas casas na Rua Duarte Silveira, número 889. Uma casa e uma garagem foram atingidas, e o que preocupa as famílias é a possibilidade de haver um novo deslizamento, já que a Defesa Civil foi chamada e não atendeu ao pedido feito há duas semanas. “Já são 15 dias de espera e nada foi feito. A barreira atingiu a minha área de serviço. A Defesa Civil pediu que aguardássemos a visita, mas eu sei que eles estiveram próximos daqui e não fizeram a vistoria”, disse a moradora Rosane Mundstein.
O terreno que foi atingido abriga nove pessoas. De acordo com os moradores, árvores podem cair sobre as casas, já que a área vizinha foi modificada e coloca as residências em alerta para novos deslizamentos. “A Defesa Civil não deu prazo, o que  nos preocupa pela demora. Eu tenho medo de que algo pior possa acontecer. Se ocorrer um novo deslizamento sobre o telhado da minha casa, vai levar tudo. É muita complicada essa situação”, desabafou Rosane.
Os moradores já tentaram contato com a proprietária do imóvel, para que sejam feitos a poda e o corte de árvores, mas não obtiveram  êxito. Não é a primeira vez que ocorre uma situação desse tipo, em 2003 houve uma queda de terra na mesma encosta.
“Algo tem que ser feito o mais rápido possível. Não podemos ficar esperando. Se vier mais uma chuva como essa de duas semanas atrás, eu temo pelo que possa acontecer”, finalizou Rosane.
A Defesa Civil esclareceu, através da assessoria, que continua realizando as vistorias e que em relação à ocorrência citada há previsão de inspeção para esta terça-feira, dia 11. Ainda de acordo com a Defesa Civil, todo o sistema de ocorrências é informatizado e todos os registros serão vistoriados. A proprietária do terreno não foi localizada pela equipe da Tribuna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário