terça-feira, 6 de setembro de 2011

Instalação de câmeras no Centro Histórico só depende de Brasília

Tribuna de Petrópolis - 06/09/2011

Hoje o Centro Histórico é monitorado por oito câmeras. Novo projeto prevê a instalação de mais 20 equipamentos
O projeto para a instalação de mais 20 câmeras de segurança em Petrópolis, totalizando 28  dispositivos, já se encontra no Ministério da Justiça, junto à Secretaria Nacional de Segurança Pública, e será repassado, em breve, ao Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse (Siconv), que é o portal dos convênios do Governo Federal. Em Brasília, já está também um ofício com o projeto pronto à espera de autorização para abertura do edital. Houve um pequeno atraso no cronograma inicial, pois foi preciso instalar mais antenas na cidade devido à topografia irregular.
“São várias regras para respeitar e seguir. Uma delas é a frequência de rádio, que deve ser mais baixa, para não afetar a rede da Anatel. Já são 8 câmeras no Centro Histórico e teremos mais 20, que agora vão contemplar Itaipava, Bingen, Rua Teresa e Quitandinha. Teremos câmera nas entradas e saídas da cidade. É uma medida preventiva de segurança”, declarou o secretário de Segurança do município, Hélio Moura Filho.
Além da segurança propriamente dita, as câmeras vão auxiliar no monitoramento do trânsito, ajudar a Defesa Civil e prestar serviço às forças públicas, como a Guarda Municipal, que já tem cumprido o trabalho de prevenção ao vandalismo de prédios públicos. “A vigilância também será integrada aos municípios vizinhos e à Concer, que já monitora a rodovia BR-040. É bom lembrar que a segurança na serra melhorou. As viaturas da Polícia Rodoviária Federal voltaram para os postos do Belvedere e do Quitandinha, onde ficam dois policiais. O inspetor Vital, superintendente da PRF no Rio de Janeiro, cumpriu a promessa, feita através de uma solicitação do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM)”, comentou o secretário.
O GGIM que se reúne uma vez por mês é formado por representantes da secretaria de Segurança Pública, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil, Defesa Civil, Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte (CPTrans) e outras secretarias de governo. O presidente é o prefeito. Para melhorar o serviço desempenhado pelo GGIM, este ganhará um gabinete físico na Rua Dr. Sá Earp, 39. O local já recebeu outros órgãos como o Ambulatório de Especialidades e Saúde do Idoso.
A Polícia Militar poderá ajudar na vigilância, colocando policiais à disposição do Centro de Operações, que será melhor equipado. “Existe um ótimo relacionamento com a PM, uma boa cooperação no GGIM. O nosso aparato ainda é tímido pelas oito câmeras que só pegam a Rua do Imperador. Já o futuro gabinete físico terá sete salas. Duas delas serão  para o secretário executivo e para a sala de crises. As ligações de emergência serão direcionadas para lá também”, finalizou Hélio Moura. As obras devem começar em breve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário