quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

No dia de Natal, mulher de 33 anos morre atingida por raio no Retiro

Tribuna de Petrópolis - 28/12/2011

Um caso raro em Petrópolis aconteceu no último domingo. Maria Cláudia da Costa, de 33 anos, morreu ao ser atingida por um raio na tarde chuvosa do domingo de Natal. O caso ocorreu na comunidade do Neylor, no Retiro. Ela foi sepultada na manhã de segunda-feira. Os bombeiros chegaram ao local já com a vítima morta e levaram o corpo para o Instituto Médico Legal, que funciona nas dependências do Hospital Alcides Carneiro. No local, foi constatado o óbito por descarga atmosférica.
“Normalmente, os bombeiros atendem feridos somente em logradouros públicos. O atendimento dentro das casas é de responsabilidade do poder público. Digo isso pois pode acontecer algum acidente do tipo e as pessoas nos chamarem, é para deixar claro que não podemos atender todos os casos. Não é comum, é até raro esse tipo de ocorrência, tanto que nem temos uma estatística de pessoas atingidas por raios na cidade”, informou o tenente-coronel Rafael Simão, comandante do 15º GBM de Petrópolis.
De acordo com Simão, as pessoas devem tomar certos cuidados para não correr riscos nessa época do ano. “É bom não se aproximar de fontes de transmissão de carga elétrica, como árvores, durante temporais. É recomendável evitar tocar ou manusear objetos de metal, que podem receber descarga elétrica e transmitir. Na zona rural é comum ter animais e até pessoas recebendo cargas através das cercas de arame. Quem estiver nas ruas deve se abrigar procurando um local seguro”, alertou o bombeiro militar Rafael Simão, que já foi chefe da Defesa Civil do município.
O Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat), ligado ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), elaborou um ranking da incidência de descargas atmosféricas por município, contando com 3.180 cidades na listagem. Petrópolis ocupou a 66ª posição no ranking estadual 2009/2010 e a 2497ª na lista nacional do mesmo período. Com uma área de 794,84km², a densidade foi de 3,82 raios/km² por ano. Porto Real, também no Estado do Rio de Janeiro, esteve no 1º lugar do país, com 27 raios/km² por ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário