quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Calçada escorregadia e com desnível provoca acidentes

Tribuna de Petrópolis - 21/12/2011

Quando chove o trecho fica ainda mais escorregadio: perigo escondido
Um acidente com um homem de 67 anos na calçada em frente ao banco Santander, na Rua Marechal Deodoro, deixou ainda mais evidente perigos escondidos principalmente para quem tem mais idade em alguns trechos do Centro Histórico. O homem escorregou e sofreu um corte na testa. Ele foi logo socorrido por ambulantes que trabalham em frente ao local do acidente e levado ao Hospital Santa Teresa pelo Corpo de Bombeiros.
“Infelizmente, é normal acontecer esse tipo de coisa aqui. Na calçada entre o banco e a garagem da Oi há um pequeno desnível que costuma vitimar idosos e pessoas mais desatentas. Quando chove o chão fica escorregadio e as ocorrências aumentam. Os bancários também sabem do perigo”, explicou o ambulante Sandro Luís Carneiro, que tem uma barraca no local. Outra reclamação de pedestres é o estreitamento da calçada e a colocação de sete barracas no local, que deixam a área  para passagem na calçada pequena.
A esteticista Iza Leal também viu a situação da quinta-feira passada. “Eu mesma já cai naquele lugar e já presenciei situação idêntica com outras pessoas. O senhor era do Rio de Janeiro e estava indo pegar um ônibus para a rodoviária. Chovia muito na hora. Já reclamei outras vezes, mas só adianta se a imprensa noticiar e a prefeitura perceber que não é uma mera solicitação. Eu morei na Vila Macedo e trabalhei no edifício Banespa muitos anos. Sei bem que esse caso é antigo”, informou Iza.
De acordo com números do censo de 2010, cerca de 20 mil pessoas têm 69 anos ou mais na cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário