quarta-feira, 11 de maio de 2011

A intervenção municipal nas empresas de ônibus em debate na Câmara

Tribuna de Petrópolis - 11/05/2011
Hoje será realizada uma audiência pública para tratar do transporte coletivo na cidade. O evento acontecerá na Câmara Municipal, às 19h. A sessão foi convocada pela Comissão de Transporte e Trânsito do Legislativo, através de seu presidente, o vereador Luiz Eduardo Francisco da Silva, o Dudu, (PSDC). Fazem parte também da comissão Wagner Silva (PPS) e Marcelo Motorista (PDT). A audiência tem como objetivo esclarecer a população sobre a intervenção em três empresas de ônibus que prestam serviços no município.
A audiência será boa para poder mostrar que o governo municipal está se preocupando com a situação do transporte coletivo. É um meio também para dar tranquilidade aos rodoviários, que poderão tirar as suas dúvidas. Queremos um transporte público mais seguro, mais rápido e mais barato. Importante ressaltar ainda que o prefeito já me recebeu e tem boa vontade para com os trabalhos da comissão”, destacou o vereador Dudu.
Várias autoridades, empresários e representantes do transporte em Petrópolis foram convidados a participar desta audiência pública. Entre estes se destacam o prefeito; os interventores Celso Premino Schimid, Sehaphim José Claudino e Adrian Couto da Costa; os empresários Clarindo Fanti (Viação Petrópolis), Marcelo José Costa Pereira (Viação Autobus) e Élvio Zanata Freitas (Viação Esperança); o presidente do Setranspetro, Isidro Ricardo Rocha; e o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Antônio Maciel Filho.
A comissão da Câmara solicita esclarecimentos desde o ano passado, com a preocupação voltada para a qualidade e segurança nos serviços de transporte coletivo de Petrópolis. “Estamos muito preocupados com o futuro do transporte coletivo de nossa cidade, com seus usuários e com os funcionários. Temos certeza de que essa audiência elucidará muitos pontos obscuros e será muito satisfatória para todos os setores envolvidos”, declarou Dudu.
O vereador Marcelo Motorista (PDT) espera que a acessibilidade para os cadeirantes seja estendida mais rapidamente a todos os ônibus. Ele espera também que os representantes das empresas participem da audiência, junto com os órgãos públicos competentes. Dudu quer saber também sobre a questão do tempo de uso dos veículos, que segundo ele não é respeitado, e a falta de pagamento do IPVA das frotas das empresas sob intervenção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário