quinta-feira, 19 de maio de 2011

Dia Internacional de Museus com programação especial

Tribuna de Petrópolis - 19/05/2011


Ontem foi comemorado o Dia Internacional dos Museus e, para celebrar a data, o Museu Imperial teve entrada gratuita. Pouco mais de 200 pessoas visitaram a antiga residência de verão da Família Imperial. O Som e Luz terá ingressos a R$ 5 até sábado. Na manhã de ontem, foi inaugurada a Biblioteca Infantil Rocambole, que tem como meta incentivar a leitura das crianças. Ontem também começou a funcionar o Projeto Petrópolis, que visa despertar o interesse de alunos da cidade pela observação e preservação de sua história. O programa funcionará até 8 de julho.
“Os alunos vão ter contato com a história da cidade, a colonização e a transformação urbana até o início do século XX. Utilizamos várias reproduções do nosso acervo histórico para ilustrar as explicações das oito monitoras que participam do projeto”, explicou Regina Helena de Castro Resende, responsável pelo setor de Educação. 
A participação das escolas é feita através de visitas agendadas. O projeto tem como público alvo estudantes do Ensino Fundamental entre o 3º e o 7º ano. O horário de visitas é de terça a sexta-feira, das 11h às 16h, e acontece na Sala de Atividades do Setor de Educação do Museu. Ao final da atividade, os alunos são convidados a participar de um jogo desenvolvido a partir de questões discutidas ao longo do encontro e ganham brindes.
A Biblioteca Infantil Rocambole recebeu ontem alunos do 5º ano da Escola Sesi. Eles participaram da atividade de “contação” de história do livro Aventuras da Memória, de Patrícia Engel Secco. A biblioteca tem esse nome em homenagem a um cachorro de estimação da Princesa Isabel, que é citado em fontes documentais. A abertura do espaço foi o resultado de um esforço do setor de Educação e da Biblioteca do Museu. 
“Temos ainda no setor Educação a apresentação de duas peças de teatro com fantoches. Uma delas é Um Verão no Palácio Imperial, que conta a história de um filho de colono que passa o dia no Palácio Imperial com as princesas Isabel e Leopoldina ainda crianças. A Dom Ratão é sobre uma família de ratos que, em visita ao local, descobre como era o modo de vida das famílias do século XIX”, esclareceu Regina.
Ela ainda lembrou que as atividades teatrais são feitas antes das crianças visitarem o museu. As monitoras aproveitam os exemplos e motivam os alunos a interagir com os ambientes e objetos da casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário