terça-feira, 17 de maio de 2011

Domingo é dia de Festa de Santa Rita no Castrioto

Tribuna de Petrópolis - 17/05/2011

No próximo domingo, a Paróquia Santa Rita de Cássia, no Bairro Castrioto, comemora o dia da sua padroeira. A festividade é uma das mais tradicionais e populares de Petrópolis e atrai muitos devotos da santa, que é conhecida como padroeira das causas impossíveis. A paróquia iniciou a novena de preparação no último dia 12, que terminará nesta sexta, com uma missa de louvor, às 19h30. Na mesma noite, se inicia a festa com as barraquinhas no pátio da igreja, com pastel, bolo da padroeira e brincadeiras. Para o dia 22 de maio, são esperadas cerca de três mil pessoas durante todo o dia.
“A expectativa é bem positiva para que o povo de Deus possa participar da Festa de Santa Rita. Aumenta o número de pessoas neste ano, pois é domingo, que já é um dia de preceito e há uma participação maior na santa missa. Serão sete celebrações durante todo o dia, onde muitos poderão rezar e cumprir suas promessas. A celebração das 18h será presidida por Dom Filippo”, declarou o padre Bruno Leira Silva, administrador paroquial. 
A novena da padroeira acontece até o dia 20, sempre às 19h30. No sábado, às 17h, será celebrada a missa com a crianças da catequese, e às 18h será realizada a coroação de Nossa Senhora. Logo depois, seguem as apresentações do Coral Anjos de Luz de Piabetá e do Ministério de Música Luz das Nações.
No dia de Santa Rita de Cássia, às 6h, acontece a alvorada com salva de 21 tiros e missa nos seguintes horários: 7h, 9h, 11h, 13h30, 15h, 18h e 20h, que terá benção solene das rosas.
A Paróquia do Castrioto foi criada no dia 5 de março de 2006, através de um ato do bispo diocesano Dom Filippo Santoro. Desmembrada da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, ela passou a contar com dez comunidades e teve como seu primeiro pároco o padre Antônio Rodrigues. Nestes cinco anos de existência, a paróquia já foi administrada também pelo padre Nerel Quirino e hoje está sob o comando do padre Bruno, auxiliado pelo vigário padre Willyam da Silveira Ferreira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário