segunda-feira, 25 de abril de 2011

Turistas aproveitam dia de sol e fazem fila para conhecer o Museu Imperial

Tribuna de Petrópolis - 24/04/2011


O Museu Imperial, principal ponto turístico de Petrópolis, registrou um excelente público nessa Semana Santa. Na quinta-feira, feriado de Tiradentes, 1205 pessoas visitaram o local. Na Sexta-feira Santa, foram registradas mais 1607 visitas. E a expectativa para ontem, feriado estadual de São Jorge, era de que pelo menos 2200 pessoas conhecessem a antiga residência de d. Pedro II. Os números demonstram que o palácio já se recupera do baixo movimento registrado neste início de ano.
Com o Museu Imperial lotado e a expectativa de centenas de pessoas em visitar uma das instituições mais procuradas de todo o país, uma enorme fila havia se formado antes mesmo do início da venda dos ingressos às 11h. No entanto, a principal reclamação dos turistas era o fato de somente uma bilheteria estar disponível para atender a todos. A fila chegou a passar da entrada do local onde funcionava o Arcádia Bistrô. Com isso, alguns turistas preferiram não permanecer no museu e foram embora.
“O ruim é que aqui não existe fila especial para idosos e isso prejudica o atendimento. Além disso, ainda tem o sol forte”, relataram Cláudia Teresa e o esposo Paulo Costa. Ela disse ter uma forte ligação com a cidade, mas queria ter visitado o museu ontem. Cláudia passou parte da infância em Petrópolis, pois a família tinha uma casa de veraneio na Rua Olavo Bilac, no Castelânea.
Outros locais também registraram um bom número de visitantes, como a Catedral São Pedro de Alcântara e o Museu Casa de Santos Dumont. Já nos bairros, o destaque ficou por conta do Parque Cremerie, uma das principais área de lazer para moradores da região do Quitandinha e Independência. Frequentado principalmente pelos petropolitanos, o parque que tem o pedalinho como uma das atrações, estava cheio ontem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário