segunda-feira, 11 de abril de 2011

Reurbanização da Paulo Barbosa prevê abrigos de ônibus

Tribuna de Petrópolis - 11/04/2011

Projeto de reurbanização prevê alargamento das calçadas, arborização da rua e instalação de abrigos de ônibus: ambiente mais organizado
Ainda neste ano, a Rua Paulo Barbosa pode, enfim, ganhar uma nova roupagem e uma grande reurbanização ou reumanização, conforme os idealizadores do projeto. O plano urbanístico já está em análise na Prefeitura Municipal e passará também pelas observações do prefeito Paulo Mustrangi. O pré-projeto, que ainda está sendo detalhado, será discutido com a comunidade antes da execução. A obra cuidará de toda a extensão da Paulo Barbosa e contemplará a parte da Souza Franco onde hoje é realizada a feira livre. O projeto tem participação do arquiteto Rodrigo Simão.
O projeto tem também a autoria do secretário de Planejamento e Urbanismo, Agnaldo Goivinho da Silva, que antes de participar do governo municipal já era conhecido e respeitado em Petrópolis por seus trabalhos junto ao Iphan e ao Inepac. Goivinho também fez um estudo de revitalização do Centro Histórico no governo Leandro Sampaio, mas que não chegou a ser colocado em prática. Agora, o projeto do secretário promove o alargamento da rua, reforma das calçadas, rearborização da via e também cria abrigos para os ônibus.
A princípio, os pontos de ônibus seguiriam o mesmo conceito do nosso prédio, no número 256 da Paulo Barbosa, mas o secretário Goivinho queria algo para toda a rua. Então o projeto passou a ter visão de uma reurbanização total da via, uma reumanização. Essa parte do centro da cidade é uma zona comercial muito viva, tanto que muitos empresários têm nos procurado para se instalar lá”, disse Rodrigo Simão.
Os usuários das linhas de ônibus que fazem ponto nesta rua terão uma antiga reivindicação atendida: serão construídos abrigos para os passageiros. Dessa forma, quem precisa se esconder sob as marquises para fugir da chuva ou até do forte calor terá um local mais adequado para esperar a condução. “Às vezes, só fica na promessa, mas vamos ver se vai mudar mesmo”, disse Rosane Peres da Silva, moradora do Siméria.
Rodrigo também possui prédios na Paulo Barbosa e falou que a revitalização da rua será importante para todos: moradores, comerciantes, consumidores e passageiros dos ônibus que fazem ponto naquela via. O prédio no número 130 da rua pode receber um grande empreendimento, que vai gerar muitos empregos. Perto do Terminal Centro, será criada uma praça que abrigará o chaveiro e a banca de jornal ali existente e também o bar que funciona no abrigo Oscar Weinschenk. O abrigo de ônibus será removido daquele local.
Antes de realizar as intervenções na Paulo Barbosa, entretanto, o governo vai precisar ter muita paciência para discutir o projeto com os comerciantes. “Se fizerem a obra dessa forma vão assassinar a Paulo Barbosa, assim como fizeram com a Rua do Imperador. Só querem sacrificar o comércio do Centro, não sei qual o motivo para fazer esta obra”, declarou Geraldo Gomes Carneiro, sócio da Frutolândia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário