quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Verão pode ser um pouco mais quente

Tribuna de Petrópolis - 22/12/2010



Ontem, às 21h38, começou a estação mais quente do ano: o verão. Sob efeito do fenômeno La Ninã, a temporada promete ser de pouca chuva, mas não terá tanto calor quanto o verão de 2010.  O volume de chuva vai ficar dentro da média histórica, e com a La Niña cresce a chance de dias frios. Até domingo, o volume de chuva deve passar dos 110 milímetros na Região Serrana do Rio de Janeiro e no sudeste de Minas Gerais.
“A temperatura deve variar entre o índice normal e um pouco acima disso. Tudo indica que será um verão quente, mas não extremamente quente. A tendência de precipitação vai ficar dentro da média, mas o período pode alternar entre dias secos e outros mais chuvosos”, informou Edilene Moraes, do Terratempo. 
Para marcar o solstício de verão, na madrugada de ontem, um eclipse total da lua foi visto em todo o mundo. De acordo com informações divulgadas pela Nasa, a América do Norte teve uma visão privilegiada do fenômeno. No Brasil, o eclipse lunar teve início por volta das 4h30. 
Um eclipse lunar só é possível durante a Lua cheia. Quando o Sol, a Terra e a Lua estão bem alinhados, o satélite natural pode ficar momentaneamente privado de luz solar, caso esteja sob a sombra da Terra. Este foi o único do ano. Desde 1554, este fenômeno não coincidia com o início do inverno, no hemisfério norte. É também o primeiro eclipse completo desde 2007.
Para a cidade do Rio de Janeiro, este promete ser um verão com menos transtornos, com a instalação de um novo radar para previsões climáticas. De acordo com a Secretaria Municipal de Obras da capital fluminense, o equipamento possibilita o acesso a informações de precipitações que se originam entre as altitudes de 700 e 1,8 mil metros, as quais o radar meteorológico da Aeronáutica, instalado no Pico do Couto, em Petrópolis, não consegue captar por estar situado acima desta altitude.
Com os dias mais longos e o calor, é preciso também tomar alguns cuidados básicos. Ficar muito tempo exposto aos raios solares pode causar problemas à saúde. Se for pegar muito sol e não ingerir líquido suficiente, a pessoa pode ficar com desidratação. Outro problema grave é o câncer de pele, por isso é recomendado evitar tomar banho de sol entre às 10h e às 16h, passar filtro solar e beber muita água.

Nenhum comentário:

Postar um comentário