domingo, 13 de fevereiro de 2011

IHP celebra centenário do monumento de D. Pedro II

Tribuna de Petrópolis - 13/02/2011


A estátua de Dom Pedro II completou 100 anos no dia 05/02

Na última semana foi comemorado o centenário de inauguração do monumento a Dom Pedro II no jardim da Praça Dom Pedro. Desde a primeira reunião até a apresentação da obra foram pouco mais de seis anos de trabalhos. A estátua em bronze homenageia o monarca, que deu nome à cidade, sentado em sua cadeira imperial. No dia festivo, 5 de fevereiro de 1911, estiveram presentes figuras ilustres da sociedade brasileira na época, entre eles o presidente da República, Marechal Hermes Rodrigues da Fonseca, que dois anos depois se casou com a caricaturista petropolitana Nair de Tefé.
A Praça Dom Pedro está localizada no coração do Centro Histórico. Sua característica mais marcante é a estátua com seus dois metros de altura. Na base, em granito, está a inscrição de nascimento e morte do homenageado: 2 de dezembro de 1825 e 5 de dezembro de 1891. Todo o Conjunto Urbano-Paisagístico da praça é tombado pela Prefeitura. A estátua em questão foi a primeira a ser erguida no Brasil em homenagem a D. Pedro II. 
A imagem  é esculpida em granito e bronze, retratando o imperador em pose pensativa em uma poltrona sobre livros. A obra é resultado do trabalho do escultor francês Jean Magrou. A praça já se chamou Imperador e D. Pedro de Alcântara. A última denominação, dada após a Proclamação da República, não agradou a população e algum tempo depois o local foi renomeado como Praça Dom Pedro.
“Em 1904 foi criada uma comissão para organizar homenagem à Família Imperial. Havia se passado 15 anos da Proclamação da República, mas ainda era forte o apelo da monarquia, tanto que nas eleições presidenciais de 1906, a Princesa Isabel recebeu votos contra o candidato único Afonso Pena. O movimento que fez surgir o monumento era uma clara demonstração política e tinha como objetivo reabilitar a imagem da Família Imperial”, explica a historiadora Fátima Argon, que falará sobre o tema amanhã, dia 14, em evento promovido pelo Instituto Histórico para celebrar o centenário do monumento. A palestra Monumento de D. Pedro II – Arte, Memória e Política será às 18h30, na Sala Multimídia do Museu. 
A comissão teve um papel fundamental desempenhado por comerciantes petropolitanos e membros da imprensa, tendo se destacado as figuras do Conde Affonso Celso, jornalista que publicou vários artigos sobre o tema no Jornal do Brasil, e Artur Alves Barbosa, diretor da Tribuna de Petrópolis. A Tribuna, de acordo com Fátima Argon, estabelecia o vínculo entre a comissão e o povo. Um auxílio relevante foi feito com uma lista que correu a cidade em busca de fundos para o projeto.
O francês Jean Magrou (1869 – 1945) foi o autor da maquete vencedora num concurso popular. Entre várias representações esta foi a escolhida. Ele foi um dos maiores artistas do século XX. O francês esculpiu também, em mármore de Carrara, a estátua de 2,80m do patrono da cidade e da monarquia, São Pedro de Alcântara, que se encontra no altar da Catedral, e as peças que adornam os túmulos de D. Pedro II e da Imperatriz Teresa Cristina na mesma igreja.
A inauguração deveria ser feita em dezembro, para aproveitar as efemérides de nascimento e morte do imperador, mas a obra encontrou problemas para a liberação na alfândega. Na inauguração, às 15 horas do dia 5 de fevereiro de 1911, além do presidente Marechal Hermes, estiveram também presentes José Manuel Pando Solares, ex-presidente da Bolívia; o Barão do Rio Branco, ministro das relações exteriores; o Almirante Marques Leão, então ministro da Marinha; outras autoridades e cerca de três mil pessoas.

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. em que ano será comemorado o primeiro e o segundo cetenario do nacimento de dom pedro segundo..

    ResponderExcluir
  3. O primeiro centenário foi comemorado em 1925, o segundo será em 2025. Dom Pedro II nasceu em 2 de dezembro de 1825.

    ResponderExcluir
  4. em que ano dom pedro ll foi destronado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia! Dom Pedro II perdeu o posto de Imperador do Brasil com a Proclamação da República, em 15 de novembro de 1889. Deixou o país dois dias depois, rumo ao exílio na Europa.

      Excluir