sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Instalado o Conselho de Arquitetura de Petrópolis

Tribuna de Petrópolis - 12/08/2011

Márcio Mendes Pereira será o representante no CAU
Um dos últimos atos do ex-presidente da República Luís Inácio Lula da Silva no poder foi a assinatura da Lei 12.378, no dia 31 de dezembro de 2010. A lei regulamenta o exercício da profissão de arquiteto e urbanista e cria também o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil – CAU/BR. Cada estado também passará a ter o seu conselho regional. Na noite de segunda-feira, como parte da estruturação dos CAU’s nos estados, o arquiteto Márcio Mendes Pereira foi escolhido o representante de Petrópolis junto ao órgão regional. 
“Estamos iniciando os trabalhos do CAU ainda. Fui indicado pela Associação Petropolitana de Engenheiros e Arquitetos (Apea) e eleito representante da Região Serrana junto ao conselho. Tudo está ainda em seu regime inicial, precisaremos de várias reuniões para montar a estrutura”, explicou Márcio, eleito no auditório do Sicomércio, na última segunda-feira, em reunião da Apea.
Márcio Mendes Pereira é arquiteto e urbanista, 53 anos, morador do centro de Petrópolis, e tem um  escritório próprio há quase 30 anos. É formado desde 1982 pela Universidade Gama Filho, do Rio de Janeiro, e trabalha com imóveis tombados. Costuma realizar projetos de empresas que desejam se instalar em imóveis históricos. Atualmente está com o restauro do Campus Benjamin Constant da Universidade Católica de Petrópolis e a revitalização do Mercado Municipal.
“No antigo Mercado Municipal, estamos fazendo a montagem da cobertura, que tem 1200 metros quadrados. O projeto já está aprovado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) e também vamos realizar a recomposição da alvenaria”, declarou ele sobre o trabalho mais atual.  Ainda em relação ao que pretende conduzir à frente do CAU, Márcio disse que espera a colaboração dos colegas de profissão.
Todo arquiteto e urbanista que quiser exercer a profissão deve agora se registrar no CAU de seu estado. Os Conselhos Regionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia continuarão existindo, mas sem arquitetos e urbanistas registrados em seus quadros. Os Crea’s vão agir em parceria com os CAU’s na defesa da sociedade brasileira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário