quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Empresários apostam no e-commerce

Tribuna de Petrópolis - 25/08/2011

Patrícia Procópio usa as redes sociais e o e-mail para divulgar seus produtos
A utilização da internet para compras já é uma realidade também para as lojas da Rua Teresa. O advento de sites como o PagSeguro aumentou a confiança no meio eletrônico como uma área confiável para as transações comerciais. Com as redes sociais e uma maior exposição das marcas, chega a ser inevitável para as lojas o uso da rede para atingir consumidores cada vez mais preocupados com a praticidade e o conforto.
Uma das lojas que já faz bom uso de ferramentas do chamado e-commerce é a Blue Marlin. As vendas no site da empresa já acontecem há algum tempo, mas agora estão incrementadas pelas redes sociais. “Assumi essa área há quatro meses e sou responsável pela administração das redes sociais e pelo relacionamento com os clientes. Através dos mais de mil contatos que possuímos em nosso cadastro, faço questão de enviar e-mails personalizados, me aproximando das pessoas e firmando contatos”, declarou Cristine Quintella, do setor de comunicação da empresa.
O público-alvo é formado por mulheres a partir dos 30 anos. A meta é buscar clientes em potencial nas redes sociais. Sendo assim, são aproximadamente 100 amigos no Orkut e quase 400 no Facebook. “Não adianta buscar o público adolescente, que não é consumidor do nosso produto. Contamos também com muitas senhoras de outras cidades”, informou Cristine. Com a nova postura da loja, as vendas cresceram muito. Uma newsletter semanal garante a proximidade.
Outra tradicional empresa que é atuante na Rua Teresa e colhe os frutos do bom uso da internet como multiplicador das vendas é a Diniz. Completando 30 anos de mercado, os últimos dois já contaram com a participação do comércio eletrônico. “Cada loja, através de seus gerentes, adota um critério para se aproximar e conquistar clientes na rede. Eu costumo mandar fotos dos novos modelos aos consumidores e indicar o preço das peças. O contato telefônico deixa algumas pessoas na dúvida, mas visualizando o produto e atestando a qualidade conseguimos finalizar as vendas também por esse meio”, explicou Patrícia Procópio, gerente de uma das lojas da rede, na Rua Aureliano Coutinho.
Patrícia conta com cerca de 170 clientes cadastrados em seus contatos de e-mail e utiliza até a sua página pessoal em uma rede social para atrair novos compradores. “A maior parte do público não é daqui. Estou fidelizando pessoas sem nunca ter visto quem realmente está comprando. Temos condições especiais para quem já é cadastrado e os demais realizam o depósito na conta bancária da empresa”, comentou ela.
Na próxima segunda-feira, a Plataforma de Negócios Vestes BR estará apresentando a fabricantes e lojistas detalhes do novo cenário de negócios. O encontro acontecerá no Centro de Moda e Serviços da Rua Teresa, no auditório da Associação da Rua Teresa (Arte), a partir das 18h30. O Centro de Moda fica na Rua 24 de Maio, número 2 – Centro.
“Estamos diante de um projeto que irá gerar uma profunda mudança cultural, transformando radicalmente as práticas comerciais atuais, tanto das indústrias do vestuário quanto das lojas que atuam neste segmento. Este projeto será um marco importante no processo de profissionalização e modernização do mundo da moda, o que permitirá aproximar cada vez mais este setor das práticas e padrões internacionais”, explica Ricardo Gonzalo Rojas Lezana, diretor executivo do VestesBR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário