quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Novena de São Sebastião 2016 – 1º Dia

Novena de São Sebastião 2016
Tema – Misericórdia: caminho que une Deus e o homem
Nesse primeiro dia da novena do Glorioso Mártir São Sebastião aqui no São Sebastião do Indaiá, refletimos sobre “Jesus, rosto misericordioso do Pai” através do nosso pároco, padre Renato. Ele iniciou a homilia explicando que decidiu por esse tema para aproveitar o Ano Santo da Misericórdia, um jubileu extraordinário convocado pelo Papa Francisco a partir de 8 de dezembro de 2015, dia da Imaculada Conceição. Junto dessa promulgação solene foi lançada uma carta, a Misericordiae Vultus (Rosto da Misericórdia), documento que vai nos acompanhar nas reflexões desses nove dias em preparação para a festa do padroeiro em 20 de janeiro.
Padre Renato logo alertou que a misericórdia é uma urgência da Igreja contemporânea. “A Igreja precisa ser uma porta de misericórdia. Nós precisamos ser”, disse ele. Citando a carta, falou que Jesus é o rosto misericordioso do Pai. “Tudo o que Jesus Cristo faz é expressão da misericórdia do Pai. Ele nos ensinou o modo divino de ser, nos deu a medida”, continuou ele.
No segundo ponto da missiva pontifícia, lembrou que precisamos sempre contemplar esse mistério. “Misericórdia é fonte de alegria, serenidade e paz. É condição da nossa salvação. É lei fundamental que mora no coração de cada um. Caminho que une Deus e o homem”, afirmou ele ao ler alguns trechos. O padre buscou também o significado da palavra no dicionário, e uma das definições dizia que misericórdia é o sentimento de dor e solidariedade com relação a alguém, sendo também o ato concreto desse sentimento.
Conhecedor das Sagradas Escrituras, trouxe-nos também as palavras hebraicas utilizadas para misericórdia no Antigo Testamento: hesed e rahamim. A primeira indicando um amor benevolente, bondoso e a outra um amor vindo das entranhas, típico de uma mãe por seu filho. E há ainda um termo grego, éléos, também um significado para o amor. “O mundo de hoje precisa do nosso testemunho forte e eficaz, o Senhor conta com ele. Perante a gravidade do pecado, Deus responde com a plenitude do perdão”, finalizou ele.
Antes de encerrar a sua fala, convidou a assembleia para um momento de oração, elevando as mãos em direção a bela imagem do Cristo que paira no alto de nossa Igreja. A oração contou com uma bela interpretação do ministério para a música Misericórdia Infinita, de Walmir Alencar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário