quarta-feira, 14 de julho de 2010

Zico fala sobre o futuro do Flamengo em seu site

Em coluna publicada em seu site - "Zico na Rede" - nesta quarta-feira, Zico dedicou o espaço para falar sobre o planejamento do Flamengo, visando o futuro. Ele diz que toda a sua experiência adquirida como jogador e técnico, faz com que ele acredite que não existe um grande clube se este não tem uma boa estrutura, planejamento e organização. Com essas metas é que ele pretende trabalhar na nova função no Flamengo.

Na coluna ele destacou os esforços para a construção do CT Ninho do Urubu, em Vargem Grande, e a mudança do modo de trabalho das categorias de base do clube. Ele mesmo saiu de lá e junto com Júnior, Leandro, Rondinelli e outros, formou a geração mais vitoriosa da Gávea e que cunhou a famosa frase "Craque o Flamengo faz em casa". Hoje, nem grandes jogadores consegue produzir, pois é preciso buscar gente de fora para reforçar.

"Há um compromisso da presidência com a conclusão do CT e estou aqui para trabalhar por isso e cobrar a promessa de que teremos recursos destinados ao projeto. Na verdade, eu não falaria em completar o CT e, sim, em construí-lo, pois infelizmente o que encontrei foram condições mais do que precárias para as divisões de base. Que dirá para o time profissional trabalhar", disse ele sobre as condições do atual Centro de Treinamento.

Zico destacou as ações a curto prazo e espera que em até um ano o panorama possa ser bem diferente no atual terreno.

"No curto prazo, estamos adquirindo containeres que servirão como salas, refeitórios, vestiários, área de imprensa e por aí vai. Ou seja, vamos oferecer a estrutura mínima de trabalho temporário. Mas, a expectativa é de que daqui a um ano teremos já o primeiro módulo da construção completo, garantindo a separação das operações do profissional e da base."

A preocupação do Galinho com as categorias de formação se justifica pela filosofia de trabalho que tem sido adotada nos últimos anos e também pelo clube não contar com um jogador experiente vindo da base. São somente promessas, que às vezes acabam sentindo o peso da camisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário