sábado, 29 de janeiro de 2011

Ampla troca transformador e falta de luz, agora, é em outro ponto da rua

Tribuna de Petrópolis - 29/01/2011

Após a reclamação dos comerciantes da Rua do Imperador, nas proximidades do nº 600, pela falta de luz que ocorreu por três vezes somente nessa semana, na noite de quinta-feira a Ampla trocou o transformador que atendia os estabelecimentos. A empresa informou que o equipamento havia entrado em sobrecarga devido ao aumento do número de equipamentos elétricos utilizados pelas lojas.
Ontem, as lojas próximas ao número 450 da Rua do Imperador também sofreram com a queda de luz. Um cabo de baixa tensão se partiu e quase atingiu os pedestres que passavam pelo local no momento, por volta das 14 horas. De acordo com o eletricista Moacir Moreira, que fez o serviço de reparo da rede elétrica, a causa foi um mau contato de conexão. A situação gerou protestos dos comerciantes, pois o fornecimento de energia só foi restabelecido às 17 horas.
“Tive perda de R$ 3 mil nas vendas só com essa confusão de hoje. O movimento já não está bom e agora piora ainda mais a situação”, disse José Geraldo, da Pé.com, uma das lojas afetadas.
Em dezembro, nas vésperas do Natal, um transformador já havia queimado. Os empresários tiveram que passar por quase dois dias sem luz, o que causou um grande prejuízo. “Foi terrível”, disse a gerente Gabriela Buffon, da loja de informática Ztec.
“Janeiro já é um mês complexo, e temos esse prejuízo ainda maior pela falta de luz. Atualmente, 70% das vendas já são em cartão. Em dezembro, por sorte, alguns clientes fizeram o grande favor de se dirigir para a nossa outra loja na Dezesseis de Março, mas foi uma parcela pequena. A maioria desistiu da compra”, completou Gabriela.
A loja da Ibi, empresa que oferece produtos e serviços financeiros e gerencia uma base de mais de 20 milhões de clientes em todo o país, ficou fechada durante a falta de luz. Por três horas, a empresa não pôde realizar as operações em seu estabelecimento, pois todo o sistema depende de energia para funcionar. A administradora de cartões teve um grande prejuízo.

Lixo, entulho e detritos nas margens do Piabanha

Tribuna de Petrópolis - 29/01/2011

O assoreamento do rio pode ser visto no trecho próximo ao Palácio de Cristal

Na Avenida Piabanha, em frente à antiga Secretaria de Saúde, lixo e entulho são acumulados no leito do rio que nomeia a via. Segundo os comerciantes do local, o trecho costuma ter enchente nas chuvas mais fortes e sofre também com a falta de dragagem. A grande quantidade de sujeira, incluindo garrafas plásticas e até uma placa de trânsito, é trazida pelo rio, também de outros pontos.
Logo depois do cruzamento com a Rua Montecaseros, para quem segue em direção às Duchas, existe uma lixeira, mas ao lado da mesma existe o despejo irregular de detritos. Os comerciantes dizem que o recolhimento na área é diário, o que não deixa que o lixo se acumule.
Atrás de um dos principais pontos turísticos de Petrópolis, o Palácio de Cristal, o assoreamento do rio também chama a atenção, assim como na confluência dos rios Quitandinha e Piabanha, mais à frente. O acúmulo sedimentar de areia, terra e detritos no rio diminui sua profundidade e causa a redução ou obstrução da correnteza.
A assessoria da Prefeitura informa que todo o trabalho de dragagem foi feito naquele trecho ainda no primeiro semestre de 2010. O governo municipal possui um cronograma de dragagens, em todos os rios da cidade, que é realizado durante todo o ano, apesar de muitos afirmarem que este tipo de trabalho deve ser feito apenas no inverno. O serviço de dragagem em Petrópolis é realizado com o apoio da Serla (Superintendência Estadual de Rios e Lagoas).

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Pássaro vira atração na Rua do Imperador

Tribuna de Petrópolis - 28/01/2011

Até o Corpo de Bombeiros já foi chamado para resgatar a ave

Um pássaro conhecido como socó é atração na Rua do Imperador, no trecho em frente ao prédio do Cefet. Comerciantes da área têm tomado conta do pássaro, que já recebeu até auxílio do Corpo de Bombeiros nessa quarta-feira, quando acabou caindo no Rio Quitandinha. De acordo com os admiradores da ave, que está naquele trecho há uma semana, é bonito ver o zelo com que a mãe cuida do filho, provavelmente com algum ferimento. Todos os dias ela alimenta a sua cria.

Estrutura de bar incomoda moradores no Retiro

Tribuna de Petrópolis - 28/01/2011

Um homem garantiu, no local, que o bar já está fechado há 15 dias

Moradores das proximidades de um bar que fica na ponte do Retiro, na entrada da Rua Felipe Camarão, querem a remoção da construção. Eles querem também que a Prefeitura retire uma árvore que é usada como banheiro público. A reclamação da comunidade é de que o bar ocupa cerca de quatro metros da calçada e deixa um espaço muito pequeno para a passagem de pedestres.
“Há 15 dias que a birosca já está fechada e não tem mais nada lá dentro. Até a caixa d’água foi removida. É ruim certas pessoas agirem desse jeito, pois a proprietária tem uma filha com necessidades especiais e precisa do bar para sobreviver”, disse um homem que se identificou apenas como Geraldo, que estava retirando os materiais em seu carro de frete.
Até o fechamento desta edição, a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal não se pronunciou sobre as ações da Fiscalização de Posturas.

Sobrecarga deixa a Rua do Imperador sem luz pela terceira vez em quatro dias

Tribuna de Petrópolis - 28/01/2011

Na papelaria Obelisco, um computador e o aparelho de ar-condicionado queimaram. Prejuízo também nas vendas: clientes estão desistindo das compras

Pela terceira vez nessa semana, os comerciantes de parte da Rua do Imperador, nas proximidades do Obelisco, sofreram ontem com a queda de luz, que prejudicou o funcionamento de seus estabelecimentos. A falta de luz ocorreu na segunda, na quarta e nessa quinta-feira. Os empresários dizem que esse tipo de ocorrência, seguidas vezes, acaba afastando os clientes.
Contudo, a Ampla, que distribui energia para 66 municípios do Estado do Rio de Janeiro, adotou um recurso para resolver a questão. A empresa ficou de trocar na noite de ontem o transformador que atende a Rua do Imperador, nas proximidades do nº 600, no centro da cidade. A distribuidora esclarece que o equipamento entrou em sobrecarga devido ao aumento do número de equipamentos elétricos utilizados por algum cliente que não solicitou à concessionária o aumento de carga. A Ampla destaca que todo cliente deve comunicar à distribuidora de energia o aumento de carga ao instalar em sua residência ou comércio novos equipamentos que funcionem com energia elétrica. A não comunicação à empresa pode causar sobrecarga no sistema, prejudicando outros clientes.
Até a tarde de ontem, os comerciantes ainda não tinham sido avisados sobre as melhorias que seriam realizadas e conviviam com o problema da falta de luz, que virou uma rotina. Funcionários da Ampla retiraram ontem um aparelho de medição gráfica, que mede a carga do transformador. Através desse aparelho, foi observado o grande aumento de carga nos últimos meses, por isso a empresa de energia resolveu colocar um transformador mais forte.
Uma reforma no local onde funcionava a antiga Farmácia Petrópolis e que vai receber uma loja de operadora de celular já recebe atenção especial. De acordo com o encarregado da obra, Rogério Nery, mudanças já foram feitas na estrutura e eles já entraram com  pedido de aumento de carga. O mesmo pedido já foi feito pelas Óticas King e Hora Certa Serrana.
As perdas são inevitáveis para os empresários. Na Papelaria Obelisco, um computador e o ar-condicionado foram perdidos. Na Riofarma, segundo o gerente Edmir Pinho, o cliente desiste de fazer compras e acaba indo embora por estar sem luz na loja. Ele ainda ressalta que o sistema é informatizado e fica difícil seguir trabalhando com os problemas frequentes causados pela falta de luz.
Na Papelaria Obelisco, o pedido de aumento de carga foi feito em 10 de dezembro de 2009, mas a loja não obteve resposta para o requerimento. A Ampla informou que o proprietário do estabelecimento precisa enviar à empresa a declaração de carga e a listagem de equipamentos elétricos utilizados, informações que ainda estão pendentes no protocolo em aberto. O empresário nega que a situação seja essa.
“Tenho a cópia de todos os documentos protocolados na agência de Petrópolis, com as informações que a empresa disse faltar para o jornal Tribuna de Petrópolis na última terça. O que eles declaram como pendente, já foi entregue”, declarou Paulo Melendez, da Obelisco.
De acordo com outros consumidores que tem o mesmo problema da papelaria, a Ampla estima o tempo que vai demorar a realizar o serviço depois que o sistema (GPS) calcula a distância da viatura mais próxima para o  imóvel. O tempo informado fica em torno de 10 a 12 horas, mesmo que o atendimento seja feito em um período menor.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Vítimas da tragédia não conseguem nova CNH

Tribuna de Petrópolis - 27/01/2011

Moradores das áreas atingidas pelas chuvas em Petrópolis, principalmente do Vale do Cuiabá, se queixam por não poder obter a gratuidade na retirada de documentos no posto do Detran que funciona no prédio da antiga rodoviária. Jorge Antônio da Costa, de 55 anos, não conseguiu a segunda via da Carteira Nacional de Habilitação sem que fosse preciso pagar o Duda (Documento Único de Arrecadação).
Na última semana, após um entendimento entre o defensor público geral do Estado do Rio de Janeiro, Nilson Bruno Filho, e o diretor de Identificação Civil do Detran, Marcos Siliprandi, o setor de Defensoria Pública, em cada município afetado, expediu um ofício ao Detran requerendo que todas as vítimas das chuvas fossem beneficiadas com o pedido de isenção de taxa para segunda via de certidões de nascimento, casamento, carteira de identidade e de habilitação.
A decisão facilitaria os trabalhos das Defensorias Públicas e do Detran, além de beneficiar a todas as vítimas, que poderão ir diretamente aos postos de atendimento, sem a necessidade de passar primeiro pelos Núcleos da Defensoria, desburocratizando todo o atendimento.
“Eu perdi a (carteira de) habilitação na enchente do Vale do Cuiabá. Na segunda, eu fui retirar a segunda via da CNH no posto do Centro e falaram para eu pegar a isenção em Itaipava. Voltei na quarta-feira (ontem) e novamente o posto aqui do Centro não conseguiu me atender, esperei por cerca de 1h20 e saí sem obter a segunda via do documento”, declarou Jorge Antônio.
Jorge perdeu tudo na tragédia provocada pelas chuvas no Vale do Cuiabá. O imóvel onde morava foi destruído e no momento ele reside na casa do irmão. Na enchente, ele perdeu também o seu automóvel, uma kombi. “Dessa forma, acho que vou mesmo ter que pagar o Duda, mas estou também lutando pelo meu direito”, completou ele.
De acordo com Fábio Júnior, supervisor do serviço de habilitação do Detran em Petrópolis, o ofício expedido em 21 de janeiro de 2011 é válido somente para a retirada da segunda via dos documentos. O caso de alguns moradores é que a carteira já estava vencida, precisando assim ser feita a renovação, e para esta situação é preciso realmente pedir a isenção no Centro de Cidadania em Itaipava.

Guarda acusa motorista de lesão corporal e desacato

Tribuna de Petrópolis - 27/01/2011

Um guarda municipal e o motorista de um carro foram parar na delegacia ontem, depois que o GM foi atingido pelo veículo, nas proximidades do Bramil. O condutor da picape modelo S 250 saía da BR 040 e o acidente ocorreu perto do número 12.874 da União e Indústria, em Itaipava. Na delegacia, o guarda alegou que o motorista o atropelou porque não gostou de ser abordado por estar usando celular enquanto dirigia. O homem nega. Ele acabou autuado por lesão corporal e desacato e foi liberado.
Segundo depoimento do guarda municipal, como o condutor do veículo não concordou com a abordagem, acabou subindo na calçada e jogando o carro sobre o GM. O guarda sofreu alguns ferimentos no braço e o caso foi registrado na 106ª Delegacia de Polícia.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Concessionária deixa Petrópolis no escuro

Tribuna de Petrópolis - 26/01/2011

Na noite dessa segunda-feira, por volta das 21h30, Petrópolis sofreu um apagão. A paralisação no fornecimento de energia elétrica tomou conta de toda a cidade, incluindo os distritos. Para que o sistema pudesse voltar a funcionar plenamente, alguns locais levaram um tempo maior. A região do Bingen ficou uma hora sem luz, enquanto a maioria dos lugares teve a energia restabelecida em até 20 minutos.
A Ampla informou que precisou interromper momentaneamente o fornecimento de energia de alguns pontos de Petrópolis na noite de segunda-feira para viabilizar reparos emergenciais em um equipamento da subestação de Entroncamento do Rio da Cidade, que foi danificado pelas fortes chuvas que atingiram a Região Serrana.
A distribuidora ainda esclarece que cinco minutos após a interrupção já havia sido restabelecido o fornecimento de energia para cerca de 50% dos clientes. A concessionária informa também que em menos de uma hora o fornecimento de todos os clientes em Petrópolis já se encontrava normalizado.
Muitos petropolitanos se manifestaram nas redes sociais, na noite de segunda, comentando sobre o  blecaute na cidade, a maioria deles usando notebooks. O Twitter e o Facebook serviram para mostrar, rapidamente, que o problema foi em toda a cidade e assustou alguns usuários, que temeram pela demora no restabelecimento de energia. As redes sociais foram também um meio para críticas ao governo e aos responsáveis pela distribuição da energia elétrica.

Buraco é alvo de reclamações

Tribuna de Petrópolis - 26/01/2011

Segundo Benjamin, a manilha quebrou há três meses, 30 dias depois de um conserto feito por homens da prefeitura: “a parte de cima precisa de reparos”

Moradores da Sargento Boening sofrem com um buraco provocado pela quebra de manilhas, há oito anos. A servidão do número 820 da Estrada do Paraíso não recebe as melhorias prometidas pelo governo municipal e só recebeu atenção da Águas do Imperador para obras de instalação de hidrômetros na localidade. A obra feita pela concessionária também pavimentou parte da via. “A manilha estourou há três meses, um mês depois a Prefeitura consertou, mas a parte de cima precisa de reparos, pois se não colocar tubos novos aqui embaixo vai entupir novamente. Uma das desculpas que eles usam é que aqui é um trecho muito pequeno para manilhar”, disse Benjamin Fernandes da Silva, conhecido por Gaúcho.
Ele trabalhou por muito anos na Defesa Civil e diz que mesmo com o seu conhecimento não consegue ajuda para realizar as obras necessárias na servidão onde  mora há três anos.
“Já entrou água na minha casa, pois aqui vira um rio quando chove e a enxurrada  vem com força. É um grande problema para nós”, acrescentou ele.
Perto do comércio conhecido como Bar do Ratão, a servidão dá acesso à parte de cima da Estrada do Paraíso, onde passam ônibus, e os moradores dizem que poderiam ter a via em melhores condições. Além disso, idosos se sentem prejudicados por ter que passar pelo terreno bastante acidentado.
A assessoria da Prefeitura Municipal diz que foi verificado todo tipo de solicitação que poderia ter sido feita por moradores da servidão na Secretaria de Obras e nada foi encontrado. A assessoria alega que os moradores talvez só reclamaram e não procuraram o orgão. Como nada foi achado, a solicitação feita pelos moradores já está na secretaria.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Falta de luz leva prejuízos ao comércio

Tribuna de Petrópolis - 25/01/2011

Na Papelaria Obelisco, dezenas de compradores tiveram que ter paciência para esperar nos corredores iluminados só pela luz da rua: dor de cabeça
Alguns estabelecimentos da Rua do Imperador têm sofrido com a falta de luz, o que não é raro acontecer. De acordo com os empresários afetados, o serviço de reparo não tem sido feito da maneira correta e não demora muito para que a situação torne a se repetir. Esta questão acaba gerando muitos prejuízos em local muito próximo ao Museu Imperial, um dos mais visitados pontos turísticos da cidade.
“Já se tornou habitual a falta de luz aqui nesse ponto da Rua do Imperador. Há pouco tempo, perdemos os dados do nosso servidor. Hoje (ontem), estamos sem telefone, ar-condicionado e o cartão de crédito só passa na máquina sem fio, que daqui a pouco acaba a bateria também”, declarou Paulo Melendez, da Papelaria Obelisco, uma das prejudicadas.
O empresário já fez um pedido de aumento de carga para a loja, protocolado no dia 10 de dezembro de 2009, na própria Ampla, concessionária de energia, e até hoje não obteve resposta. Como consequência da falta de luz e a proximidade da volta às aulas, a papelaria estava lotada na tarde de ontem e os consumidores foram também atrapalhados.
“Estou aqui há mais de uma hora, tem muito tumulto pela falta de luz. Os funcionários têm se esforçado para nos atender da melhor forma possível, mas está um calor insuportável, não dá para se locomover e escolher os produtos no escuro”, reclamou Verônica Alves.
Um consultório médico que funciona ao lado também teve danos e o dono diz ser constantemente atingido. Segundo o Dr. Roberto Pereira, oftalmologista, o prejuízo é não poder utilizar equipamentos que necessitam de energia elétrica e ter que dispensar mais de 15 pacientes.
“Tenho o consultório há mais de 30 anos e possuo muitos pacientes. Estamos sem luz há mais de duas horas e não temos uma estimativa de quando a energia será restabelecida”, declarou o médico.
A Bio Center Academia, também nas imediações, não sofreu prejuízos com a falta de luz, mas registrou um número menor de alunos, que acabaram não permanecendo no local, pois não tinham como tomar banho. As esteiras e a geladeira também não funcionavam.
De acordo com a Ampla, não há registros de falta de luz constantes na Rua do Imperador. Ela ainda esclarece que hoje, pontualmente, houve uma queda de energia no local, o que pode estar sendo causado por sobrecarga na rede elétrica. A empresa destaca que está realizando um estudo de medição de carga do transformador que atende a rua para verificar a necessidade de aumento de carga no local.
Em relação ao pedido da Papelaria Obelisco, a Ampla informa que o proprietário do estabelecimento precisa enviar à empresa a declaração de carga e a listagem de equipamentos elétricos utilizados, informações que ainda estão pendentes no protocolo em aberto. Apenas com essas informações a empresa pode dar continuidade ao processo.
À noite, outro apagão deixou a cidade inteira sem energia elétrica, por pelo menos dez minutos.

Especialistas preveem depreciação dos preços no mercado imobiliário

Tribuna de Petrópolis - 25/01/2011

Além do baixo movimento registrado pelo comércio da Rua Teresa e da perda que vêm sofrendo os hotéis e pousadas da cidade, as corretoras também sentem o efeito do desastre provocado pelas chuvas há duas semanas. Segundo o corretor Josias Francisco dos Santos, todos os imóveis em Itaipava e adjacências devem sofrer uma depreciação, mesmo que momentânea, de até 50%.
“Até os imóveis do Centro Histórico vão sofrer o reflexo desta tragédia.  As casas que estão em local seguro, nas proximidades do local da tragédia, não estão livres da desvalorização. A gente torce para que esta situação não seja prolongada”, relatou Josias.
Ele ainda citou que as áreas de Ribeirão Grande, Manga Larga, Boa Esperança e Parque Santa Maria serão as mais afetadas pela redução de preço dos imóveis, até pela falta de informações precisas que pessoas de outras cidades acabam recebendo de Petrópolis.
“Algumas negociações continuam e nossa perda mesmo foi com os imóveis de temporada, principalmente para o Carnaval. Quem conhece a região sabe que não tivemos problemas e nossos imóveis não foram afetados. O problema foi bastante localizado”, disse Denise Brisson, gerente da corretora Júdice & Araujo.
Já a Lagos de Itaipava não teve nenhum registro negativo em suas propriedades, sendo que o mais sentido foi a diminuição no número de visitantes na unidade de Bonsucesso. “Não sofremos perda nas vendas”, afirmou Rejane Teixeira, gerente de marketing da Lagos de Itaipava.
“A mídia que não é da cidade não soube explicar corretamente onde ocorreu a tragédia. Sendo assim, até pessoas do exterior que têm imóveis aqui entraram em contato por e-mail para saber a real situação da cidade. Mesmo com esse problema, a procura pela locação de imóveis está grande. Atendi uma família de Areal que está se mudando para a cidade”, finalizou o corretor Josias.

Sindicato pede que associados cedam caminhões e motoristas para entrega de donativos na região

Tribuna de Petrópolis - 22/01/2011

A solidariedade moveu pessoas de todo o Estado do Rio de Janeiro para ajudar as vítimas da Região Serrana, e muitas empresas também se engajaram. Foi o  caso do Sindicato das Empresas do Transporte Rodoviário de Cargas e Logística do Rio de Janeiro (Sindicarga), que mobilizou os associados para que cedessem caminhões para o transporte de donativos para a área atingida.
“Sob a nossa coordenação (Sindicarga) e apoio logístico, inúmeras empresas responderam prontamente ao chamado por ajuda e colocaram suas frotas e motoristas à disposição da Cruz Vermelha e Defesa Civil, numa ação que foi reconhecida por essas instituições e autoridades como essencial à prestação do socorro”, diz informativo do sindicato.
Os Transportadores Rodoviários de Cargas – RJ estão unindo forças junto às autoridades envolvidas, entidades e organismos de auxílio humanitário, com o fornecimento de veículos de cargas e pessoal para o transporte dos donativos, cedidos pelas empresas associadas.
“Todo dia, chegam centenas de pessoas com donativos e também voluntários, pois também trazem e disponibilizam o seu tempo. E o apoio das empresas do transporte de cargas e das instituições que as representam foi fundamental para o escoamento dos donativos para a Região Serrana”, informa Luiz Alberto Lemos Sampaio, presidente da Cruz Vermelha – RJ.
As doações para as famílias atingidas no Vale do Cuiabá lotaram o Ciep de Itaipava, o que levou a Prefeitura Municipal a mudar o local de entrega de donativos para o Ciep de Corrêas. Na unidade de Itaipava, agora funciona a central de distribuição de produtos doados. A grande quantidade de alimentos, roupas e utensílios mostra a importância e o volume das doações originadas principalmente do Rio de Janeiro.
“Assim que precisamos dos caminhões, eles vieram. O motorista nem questiona para onde vai ou a que horas, ele chega aqui, enche o caminhão e vai para a serra. A sociedade, com certeza, tem um grande parceiro, que na hora do sufoco esteve presente”, falou o presidente da Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro (Suderj), Everardo Cândido da Silva.
O Sindicarga informa que, dentre os mais de dois mil associados em todo o estado, muitos cederam veículos de carga de suas frotas, mas não tanto quanto o esperado pela entidade. Os caminhões serão solicitados enquanto perdurar a situação emergencial que vive a população atingida na Região Serrana. São 60 caminhões que diariamente prestam serviço nos diversos postos de coleta no Rio de Janeiro.
As entidades interessadas em solicitar veículos de carga para o recolhimento de donativos devem entrar em contato com Soraia, do Sindicarga, para agendar a data para coleta. O contato pode ser feito por telefone, através do número (21) 3194-5555, ou e-mail secsindicarga@gmail.com.
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Cetep inscreve para cursos em fevereiro

Tribuna de Petrópolis - 21/01/2011

Há também oportunidades para cursos na modalidade à distância. São dois cursos, cada um com 75 vagas.
O Centro de Educação Tecnológico e Profissionalizante (Cetep) de Petrópolis oferece cursos profissionalizantes, cursos de idiomas e atividades esportivas com as inscrições para o primeiro semestre de 2011, sendo abertas no início de fevereiro. A unidade que fica na Rua Domingos Silvério, no Quitandinha, não fechou ainda o número total de vagas a serem disponibilizadas. O início das aulas será no dia 21 de fevereiro. Todos os cursos são gratuitos.
Na modalidade EaD (Ensino à Distância) são oferecidos cursos de Auxiliar de Escritório e Promotor de Vendas, com cada um tendo 75 vagas. É preciso ter o Ensino Fundamental completo e ser maior de 16 anos. Os documentos necessários para a inscrição em todos os cursos do Cetep são: certidão de nascimento ou carteira de identidade, comprovante de residência e comprovante de escolaridade. A data de matrícula é de 1º a 4 de fevereiro, das 9h às 16h.
Os idiomas colocados à disposição são o inglês e o espanhol. Será ensinado o módulo básico das duas línguas. É necessário ter ao menos o 6º ano do Ensino Fundamental e ser maior de 12 anos. A matrícula será entre os dias 7 e 17 de fevereiro, das 9h às 16h.
Serão feitas também inscrições para as atividades esportivas como alongamento, basquete, dança de salão, dança moderna, futsal, futsal feminino, ginástica localizada, handebol, vôlei e xadrez. Para esses cursos também deverá ser apresentado o atestado médico. As matrículas podem ser realizadas de 7 a 17 de fevereiro, das 9h às 16h. Alongamento e ginástica localizada têm turnos na manhã, tarde e noite, por serem as atividades mais procuradas.
O Cetep Petrópolis foi inaugurado em março de 1999 e já atendeu mais de 36.500 pessoas, que se matrticularam para os diversos cursos e modalidades esportivas. A unidade fica ao lado do 26º Batalhão de Polícia Militar.

Setecentas pessoas lotam clube para arrematar 315 veículos levados a leilão

Tribuna de Petrópolis - 20/01/2011

Carros e motos oferecidos pela metade do preço foram muito disputados
Ontem foi realizado o leilão dos veículos e sucatas que estavam no depósito da CPTrans, que fica no Duarte da Silveira. São veículos que não foram retirados no prazo de 90 dias. O evento foi realizado no Clube Petropolitano, na sede da Roberto Silveira. Ao todo, eram 313 carros, motos e sucatas para a disputa de um pouco mais de 700 pessoas que estiveram presentes no local.
Na tarde dessa quarta-feira, o lotado salão principal do Petropolitano contava com um grande número de pessoas que desejavam adquirir os veículos por até 40% do valor de mercado. A estimativa do leiloeiro, que veio do Rio de Janeiro, é de que o governo estadual arrecade cerca de 100 mil reais com o pagamento do IPVA atrasado.
“Do valor arrematado, a empresa pagará os débitos. Primeiro é pago o IPVA, depois as despesas do leilão, em seguida as diárias do depósito, reboque e multas e, se ainda sobrar algo, vai para o proprietário”, disse César Rodrigues, gerente do leilão. Se não houver saldo suficiente, a Receita Estadual dará baixa no débito.
Além dos valores citados pelo gerente, com o arremate também deverá ser pago para a aquisição do bem uma comissão de 5%, o ISS de 0,25% e taxa administrativa de acordo com o tipo de veículo. O leilão só é permitido a maiores de 18 anos e para quem faz o pagamento em cheque no ato. Se o cheque for de terceiro é necessário ter os documentos do mesmo.
“Essa moto que arrematei vou dar de presente  para o meu filho. Ele vai usar para trabalhar e fazer um trajeto mais curto. Mesmo que eu ainda precise gastar mais uns 500 reais, pelo valor que desembolsei já está bom”, declarou Ronaldo Pizzi, empresário, morador do Quissamã.  A moto arrematada pelo empresário, incluindo as taxas, saiu por cerca de 50% do valor de mercado.
A maioria dos participantes no leilão de ontem era de Petrópolis. O mesmo leiloeiro estará em Araruama no dia  9 de fevereiro.

São Sebastião para em homenagem ao padroeiro que dá nome ao bairro

Tribuna de Petrópolis - 21/01/2011

A celebração do Dia de São Sebastião foi marcada pelo grande número de fiéis, que lotaram a igreja do bairro
A Paróquia de São Sebastião do Indaiá comemorou ontem o dia de seu padroeiro com uma grande movimentação de fiéis na igreja e nas barraquinhas montadas no pátio. Foram celebradas seis missas e ainda a procissão pelas principais ruas do bairro que leva o nome do santo. A festa que começou no dia 11 de janeiro, com a novena, se estende até domingo quando terminará com uma grande queima de fogos.
Amanhã, às 19h30, será celebrada a missa com a juventude da paróquia. Às 20h30 tem show com a Comunidade Jesus Menino. A comunidade é uma instituição religiosa que cuida de pessoas com necessidades especiais. Eles trazem o seu segundo CD, Celebrando a Vida, que comemora os 20 anos da sua fundação no ano passado.
No sábado, a missa será às 18h e logo depois haverá show com Nívea Seabra. A cantora petropolitana tem o repertório baseado em MPB. No domingo, além das missas às 8h, 11h e 18h30, haverá um grande louvor promovido pelo Ministério Ar.Anjos, banda que já participa das celebrações na paróquia. Uma boa opção para os esportistas da cidade é uma das atrações deste domingo.
No domingo, o Centro de Atividades Bombahia organiza a Corrida Rústica de São Sebastião, com largada às 9h30 e chegada na própria igreja. O trajeto de um total de 6km inclui a volta no lago do Quitandinha e retorno ao bairro. Às 8h tem uma caminhada no mesmo percurso da corrida. A inscrição é gratuita. A Corrida Rústica está no seu segundo ano e o valor da inscrição é R$ 10. A expectativa é de que 100 pessoas participem das duas atividades.
As inscrições podem ser feitas no Bombahia, que fica na Rua São Sebastião, 425, na secretaria da paróquia ou no próprio dia da competição.
São Sebastião é um dos mais populares santos da Igreja Católica e padroeiro da cidade do Rio de Janeiro.

São Sebastião faz festa para o padroeiro do bairro

Tribuna de Petrópolis - 20/01/2011 - Rogério Tosta

A comunidade do São Sebastião está em festa hoje, quando celebra o dia de seu padroeiro, que dá nome ao bairro. A festa tem início às 6h, com uma alvorada festiva, e segue com missa em vários horários: 7h, 9h, 11h, 15h30, 18h e às 19h, procissão e missa solene. A expectativa é de que muitos fiéis procurem a Igreja de São Sebastião no dia hoje, e um dos motivos é rezar pelas vítimas da tragédia na Região Serrana.
Amanhã, às 19h30, será celebrada a missa com a juventude da paróquia, e às 20h30 tem show com a Comunidade Jesus Menino, que estará apresentando o seu segundo CD, Celebrando a Vida, que no ano passado comemorou 20 anos de existência. No sábado, a missa é às 18h e logo depois tem show com Nívea Seabra. A cantora petropolitana tem o repertório baseado em MPB.
No domingo, além das missas às 8h, 11h e 18h30, tem um grande louvor promovido pelo Ministério Arcanjos, banda que já participa das celebrações na paróquia. O Centro de Atividades Bombahia organizou a Corrida Rústica de São Sebastião, com largada e chegada na própria igreja. O trajeto de 6km inclui a volta no lago do Quitandinha e retorno ao bairro. Às 8h, tem uma caminhada, no mesmo caminho da corrida. 
São Sebastião nasceu em Narbona, hoje território francês, no século terceiro. Os pais eram oriundos de Milão, na Itália. Ao entrar para o serviço militar do Império Romano como soldado, tinha uma ótima saúde no físico e na alma. Não demorou muito e ele se tornou o primeiro capitão da guarda. Sebastião ficou conhecido por muitos cristãos, mesmo no tempo do Imperador Diocleciano, que perseguia duramente a Igreja e os cristãos.
O jovem soldado era muito querido pelos imperadores Diocleciano e Maximiliano, que o queriam sempre próximo e o designaram capitão da sua guarda pessoal, a Guarda Pretoriana. Por volta de 286, a sua conduta junto aos prisioneiros cristãos levou o imperador a julgá-lo como traidor.
O imperador mandou prendê-lo num tronco e que fosse alvejado por flechas. Abandonado após as flechadas, pensaram que ele estava morto, mas uma mulher, depois conhecida como Santa Irene, aproximou-se dele, percebeu que estava ainda vivo e cuidou de suas feridas. Ao recobrar sua saúde, apresentou-se novamente para o imperador. Em 288, foi duramente martirizado com o lançamento de pedras até a sua morte.
“Na época da construção da Estrada Rio-Petrópolis, a então localidade do Cortiço recebeu as famílias de muitos operários que trabalhavam na criação da via. Com o crescimento rápido da comunidade, surgiu um grande número de pessoas com doenças. Foi então que o frei Leão, que na ocasião era pároco do Alto da Serra e atendia a população do bairro, dedicou a Igreja do Indaiá ao santo, padroeiro contra a peste”, informou Kátia Piva, que foi curadora da exposição sobre os 50 anos da paróquia, em 2005.

Petrópolis ganha nova associação de classe

Tribuna de Petrópolis - 21/01/2011

Os trabalhadores da área de Saúde em Petrópolis ganharam mais uma opção para a organização da classe e uma entidade com mais facilidade de acesso. Em novembro de 2010, foi criada a Atessp – Associação dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Petrópolis, com a finalidade de auxiliar os associados, atendendo suas necessidades básicas e orientando na defesa de seus direitos.
“Queremos auxiliar juridicamente os associados, pois eles estão sem voz. O objetivo da Atessp é fortalecer os trabalhadores da área de Saúde. Vamos aceitar profissionais dos setores público e privado, além de funcionários de consultórios dentários e de home care”, disse Luciane da Cruz, presidente da associação.
A sede da Atessp fica na Rua Dr. Nélson de Sá Earp, 95 - (Edifício Bauhaus Expansão) – Sala 112 – Centro, e funciona de 9h às 12h e de 14h às 17h. Dois assessores trabalham no local, que também está recebendo donativos para as famílias atingidas pelas chuvas.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Ativistas pedem doação de ração e remédios veterinários

 Tribuna de Petrópolis - 18/01/2010

A tragédia provocada pelas chuvas na Região Serrana deixou um rastro de destruição e a perda de muitas vidas. Com o estado de calamidade nas localidades atingidas, muita coisa precisa ser feita e os bichos não devem ser esquecidos nesse momento de reconstrução. Vários estabelecimentos que trabalham com animais fazem campanha por doação de ração e medicamentos veterinários. Falta ração para gatos, cachorros e aves.
Segundo as entidades ligadas ao setor, a ajuda também pode ser prestada em dinheiro, através de depósito bancário em favor da ong Defensores dos Animais (CNPJ-04.363.242/0001-09), do Rio de Janeiro: Banco Bradesco - Agência: 279-8 – Conta-poupança 172813-0.
As ong’s afiliadas que participam da campanha são: a Defensores dos Animais (Rio de Janeiro), o Gapa (Itaipava), a AnimaVida (Petrópolis), a Combina (Nova Friburgo) e SOS Animal (Teresópolis), que estão se mobilizando e querem minimizar o sofrimento dos animais. Em Teresópolis, cerca de 150 cachorros já foram encontrados com ferimentos, soterrados ou presos nas casas atingidas por barreiras. Há a informação da doação de cães ao Ciep Cândido Portinari, em Itaipava.
Os endereços para entrega dos donativos são: Gapa - Grupo de Assistência e Proteção aos Animais Itaipava (através de contato telefônico – 2222-8419), Clínica Bicharada (Estrada União Indústria, 10661 - Itaipava), O Fabuloso Mundo dos Pets (Estrada União Indústria, 10.510 – Itaipava), ong Combina - Companhia dos Bichos e da Natureza (Rua José Eugênio Muller, 36 - Centro – Nova Friburgo), Armazém do Gemmal (Estrada União e Indústria, 10.733 – Itaipava - 2222-0298).

Petkovic encabeça campanha em prol das vítimas da chuva

 Tribuna de Petrópolis - 18/01/2010

O sérvio Dejan Petkovic, jogador de futebol e ídolo do Flamengo, foi mais um a atuar na mobilização pelas vítimas da enchente na Região Serrana. O jogador trouxe pessoalmente até Petrópolis os donativos arrecadados no Rio de Janeiro. Após verificar os noticiários, ele ficou comovido com tamanho desastre e iniciou uma campanha, principalmente através do Twitter, que gerou uma boa adesão no microblog.
O jogador decidiu abrir uma conta para que as pessoas possam doar fundos, que serão entregues para as instituições de caridade locais e disponibilizou a sua pizzaria para que as doações também sejam em forma de roupas e mantimentos.
“Eu fiz um posto de coleta na minha pizzaria. E a gente conseguiu trazer um caminhão”, disse o jogador na chegada ao Ciep Cândido Portinari, em Itaipava, no sábado. Vale lembrar que o atleta tem ligação com o município, pois em março do ano passado ganhou o título de Cidadão Petropolitano e foi recebido por um grande número de fãs no local da premiação.
Todos os donativos deixados na pizzaria do meio-campo, na Barra da Tijuca, foram trazidos em um caminhão até o distrito de Itaipava. O rubro-negro está bastante engajado na campanha de ajuda às vítimas. Ele iniciou uma campanha na quinta-feira (13) para arrecadação de dinheiro com uma conta em seu nome na agência 213-5 do Banco Bradesco, sob o número 1008425-3. Até às 13h de ontem, quase R$ 20 mil já haviam sido arrecadados.
“Gente temos quase 20 mil (reais) na conta hoje (17). É muito pouco, vamos contribuir mais. Sei que fim da semana era difícil de fazer, agora não é não”, escreveu o jogador na sua conta do Twitter, na tarde de ontem.
No último sábado, Petkovic também lançou o site oficial de sua campanha para ajuda aos desabrigados. É estudada a hipótese do site gerar boletos para que as pessoas possam imprimir e pagar diretamente on-line. O endereço é: www.petkovic10.com/campanha. Ainda nesta semana, a pizzaria do jogador continua recebendo donativos. A Pizza do Pet fica na Rua Dr. Poti de Medeiros, 60 – Lj 106 - (Condomínio Mandala) - Av. das Américas, 6.500, em frente ao Bosque da Barra da Tijuca.

Dezenas de postos para receber auxílios

Tribuna de Petrópolis - 15/01/2011


A tragédia na Região Serrana nesta semana já é o maior desastre natural em número de mortes no Brasil. Supera as mortes que foram registradas no município de Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo, em março de 1967: 436. É também maior que as ocorrências em 1966, 1988 e 2001, anos em que Petrópolis teve muitas vítimas nas chuvas de verão. Desta vez, a população se une para conseguir a maior quantidade de donativos possíveis para as pessoas que foram afetadas, principalmente no Vale do Cuiabá, no distrito de Itaipava.
Dezenas de empresas e órgãos públicos são pontos de arrecadação e recebem também voluntários para amenizar o sofrimento e ajudar aos desabrigados e desalojados. Contas bancárias também foram abertas para arrecadar fundos em prol das vítimas. O Hospital Santa Teresa recebe as doações de sangue no município. 
Todas as 43 paróquias da Diocese de Petrópolis – nas cidades de Petrópolis, Teresópolis, Areal, São José do Vale do Rio Preto, Magé, Guapimirim, Paraíba do Sul (Inconfidência) e Três Rios (Bemposta) – estão recebendo donativos. As igrejas evangélicas também recebem: Comunidade Evangélica Cristo em Nós (Itaipava), Igreja Metodista Central e Igreja We leyana de Benfica. As instituições públicas, militares, de serviços e do governo estão na lista: 26º Batalhão de Polícia Militar (Quitandinha), Águas do Imperador, Câmara Municipal, Centro de Cidadania de Itaipava, Centro de Cultura Raul de Leoni, Conselho Tutelar, Cruz Vermelha (entrada da Mosela), LNCC - Laboratório Nacional de Computação Científica (Quitandinha), Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, Ministério Público Federal, Museu Imperial, Palácio Rio Negro, Parque Municipal de Petrópolis, Rio Previdência, Secretaria Municipal de Trabalho, Ação Social e Cidadania – Setrac, Senai, Sesc Nogueira, Sesc Quitadinha e Sesi.
Instituições de ensino públicas e particulares: Ciep 281 – Gabriela Mistral (Posse), Ciep 472 – Cândido Portinari (Itaipava), FMP/Fase - Faculdade de Medicina de Petrópolis/ Faculdade Arthur Sá Earp Neto, FMP/Fase - Pavilhão de Ensino do Hospital Alcides Carneiro, Universidade Estácio de Sá (Campus Bingen), Uptime Comunicação em Inglês, Sindicato dos Professores de Petrópolis e Região (Sinpro).
Estabelecimentos de lazer e saúde: Academia Acqua Sports, Academia Corpo & Água, Aldeia Shopping, Bikers Lounge, Clínica Veterinária Saúde Animal (Itamarati), Clube 85, Clube Centenário, Espaço Ativo, Estúdio S, Farmácia de Manipulação Officilab, Frozen Spa, Heno’s Choperia, Shopping Bauhaus, Shopping Arcádia Mall, Tamboatá.
Estabelecimentos comerciais e outros pontos: Armada Girl, Honda Hayasa, Land Rover, Câmara dos Dirigentes Lojistas de Petrópolis, Sicomércio, Centro de Moda da Rua Teresa, Kanguru Comunicação, Pólo Petrópolis-Tecnópolis, CEAC – Centro de Estudos sobre o Atual e o Cotidiano, Centro de Defesa de Direitos Humanos de Petrópolis (CDDH), Grupo Assistencial SOS Vida.
A Concer, nas praças de pedágio, pede que as doações sejam entregues nos postos do Serviço de Informação ao Usuário, que funcionam de segunda a segunda, 24 horas por dia. A lista completa dos postos de arrecadação em Petrópolis se encontra no site da Tribuna de Petrópolis – www.e-tribuna.com.br.

Contas bancárias recebem fundos

A Defesa Civil do Rio de Janeiro, o Fundo Estadual de Assistência Social do Estado do Rio de Janeiro, a CNBB e Cáritas Brasileira, o jogador de futebol Dejan Petkovic e a campanha SOS Petrópolis da Prefeitura (Banco do Brasil – Agência: 80-9 Conta Corrente: 76000-5 e Caixa Econômica Federal – Agência: 1651 Código de Operação: 006 Conta Corrente: 90-8) disponibilizam contas para quem estiver interessado em realizar doações por meio de depósito bancário.

Alunos da UCP participam de ação

Os alunos do curso de Direito da Universidade Católica de Petrópolis organizam um mutirão para doação de suprimentos para os desabrigados em Itaipava. A atividade será realizada hoje, de 10h às 12h, em frente ao bar Marowill, na Praça da Liberdade. 
Outro grupo de pessoas vai se reunir hoje também na Praça Visconde de Mauá, a partir das 12h. Carros de particulares e duas vans cedidas pela empresa GE Celma estarão no local.
A maior necessidade dos desabrigados é de artigos de higiene pessoal (papel higiênico, escova de dentes, pasta de dentes, absorventes femininos, fraldas infantis e geriátricas) e também artigos de banho como shampoo, condicionador e toalhas.

População se mobiliza para arrecadar donativos e ajudar as vítimas da chuva

Tribuna de Petrópolis - 16/01/2011

Caminhões de donativos recolhiam doações ontem durante todo o dia

As pessoas que tiveram perdas com as chuvas na Região Serrana, seja de parentes ou bens materiais, não vão ter o sofrimento amenizado somente com as doações. No entanto, uma grande mobilização tomou conta da população petropolitana, que de diversas maneiras e com variados grupos, está se organizando para arrecadar a maior quantidade de donativos possível e poder suprir parte da necessidade dos muitos desabrigados e desalojados. 
Em Petrópolis, a Prefeitura Municipal está concentrando os donativos, que chegam de muitos lugares, em um centro de distribuição no Ciep 472 – Cândido Portinari, que fica ao lado do Centro de Cidadania de Itaipava (Estrada União e Indústria, 11.860). A escola possui muitos voluntários e recebeu ainda o auxílio do Exército Brasileiro, com três caminhões e 105 homens, para também ajudar na busca de vítimas.
O 26º Batalhão de Polícia Militar (Rua Domingos Silvério, s/nº – Quitandinha) também recebe as doações. Para as pessoas que não podem ir até o local e fazer a sua contribuição, o batalhão disponibiliza uma viatura, sob o comando do Cabo Vieira, para ir até as residências e buscar os donativos. Basta informar o endereço e um telefone de contato para os números 8835-1370 e 9266-6282.

Grupos se organizam em mutirão por toda a cidade

No Shopping Bauhaus, a campanha Todos pela Serra mantém um dos postos de arrecadação. Os outros locais são Universidade Estácio de Sá (Rua Bingen, 50 – Bingen), Bikers Lounge (Estrada União e Indústria, 9032 - Itaipava) e Academia Corpo & Água (Est. Independência, 27 – Cremerie). Mais de uma tonelada de alimentos e 500 sacolas de roupa já chegaram a esses postos. Parte do material já foi entregue para as famílias do Vale do Cuiabá na sexta, mas ontem os donativos teriam o destino de Areal e São José do Vale do Rio Preto.
A iniciativa partiu de um grupo de empresários e amigos, que se uniram em prol das vítimas e decidiram mobilizar a sociedade para levar um pouco de força e esperança para os mais necessitados. Nós vamos pessoalmente oferecer uma palavra aos mais necessitados e faremos um mutirão de limpeza para ajudar os que perderam tudo”, informa a organização da campanha.
A campanha conta ainda com a venda de adesivos. As doações, no Bauhaus, podem ser entregues na loja onde foi montada a Casa do Papai Noel e que hoje estará aberta de 10 às 20h. Os organizadores lembram que nesta semana será aberto um site – www.todospelaserra.com.br – para a prestação de contas daquilo que foi arrecadado.
O movimento foi muito divulgado nas redes sociais e ganhou grande número de adeptos. O site de compras coletivas Giga Desconto recolhe doações em dinheiro até este domingo. A Todos pela Serra recebe metade do que for arrecadado e tudo será revertido para compra de alimentos, água potável e produtos de higiene pessoal. Os outros 50% ficam para a Petrópolis Convention & Visitors Bureau.
Um grupo de amigos, formado também por alunos do 10º período de Direito da Universidade Católica de Petrópolis, com apoio da Defensoria Pública e Poder Judiciário – Comarca de Petrópolis, fez coleta de doações na Praça da Liberdade. Um caminhão e duas kombis lotados participaram da ação, que contou com cerca de 50 pessoas. Parte do material foi levado direto para São José, através de uma viatura da Polícia Civil, participante do movimento. Os outros, ainda na tarde desse sábado, iam se dirigir para o Centro de Cidadania, em Itaipava.

Novena de São Sebastião - 7° Dia

Paróquia de São Sebastião do Indaiá

Frei Moser na benção junto com o Pe. João
No sétimo dia da Novena de São Sebastião, acolhemos o Frei Antônio Moser, da Paróquia de Santa Clara. O tema de hoje foi "Samuel, resposta de Deus para  povo" (1Sm 1, 9-20). No início de sua reflexão, o frei lembrou que São Sebastião fez parte de sua infância, por ser uma das principais festas comemoradas na localidade. Ele exaltou também o fato de nossa paróquia ter sido formada por franciscanos, principalmente por Frei Leão, pessoa por quem ele nutre grande admiração.
Frei Moser elogiou o Pe. João Rosa pela felicidade na escolha do tema da novena deste ano, pois fala de pessoas que mantiveram a sua fé apesar de todas as provações. Ele lembrou ainda que Deus está sempre conosco, por mais que uma boa parcela da sociedade atual o ignore, e atende aquilo que é mais fundamental em meio aos nossos incontáveis pedidos.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Novena de São Sebastião - 6° Dia

Paróquia de São Sebastião do Indaiá

Pe. William na Novena de São Sebastião
No sexto dia da Novena do Glorioso Mártir São Sebastião, recebemos o Pe. William, da Paróquia de Santa Rita de Cássia, no Bairro Castrioto. Não pude acompanhar a reflexão sobre "Josué, representante de Deus e chefe do povo" (Js 24, 14-25). 

D. Filippo Santoro na celebração do Crisma
Nesse domingo, pela manhã, tivemos a celebração do Crisma para 37 paroquianos, com a presença do bispo diocesano D. Filippo Santoro, que manifestou a sua tristeza pelas vítimas da tragédia das chuvas na Região Serrana. Quatro cidades que pertencem a diocese foram atingidas: Petrópolis, Teresópolis, Areal e São José do Vale do Rio Preto.  

Novena de São Sebastião - 5° Dia

Paróquia de São Sebastião do Indaiá

Pe. João Rosa em mais um dia da Novena do Glorioso
No quinto dia da Novena de São Sebastião, tivemos novamente a presença de nosso pároco, Pe. João Rosa, como o condutor da reflexão sobre "Moisés, salvo para salvar" (Ex 2,1-10). Ele lembrou que o nome Moisés, quer dizer "retirado das águas" e explica a origem dessa importante figura do Antigo Testamento. 
Ele foi criado pelo faraó para nos libertar do mesmo faraó. Moisés descobre a sua vocação na sarça ardente, recebe as tábuas da Lei e é o encarregado de atravessar o povo no Mar Vermelho e conduzi-los pelo deserto, até a Terra Prometida. Porém, como todos os outros, exceto Josué e outro homem que nasceram no tempo do êxodo, morre antes de chegar ao sonhado destino.
São Sebastião também saiu de sua terra, Milão, para Roma, onde foi servir ao imperador dos imperadores, mesmo que às ocultas.

sábado, 15 de janeiro de 2011

Postos de Doação em Petrópolis

Doações para as famílias desabrigadas e desalojadas pelas chuvas na Região Serrana. São aceitos roupas que não são mais utilizadas, água mineral, produtos de higiene pessoal (papel higiênico, escova e pasta de dente, absorvente, fraldas infantis e geriátricas, shampoo) e de limpeza (rodo, vassoura, desinfetante, detergente, sabão em pó), roupas de cama, mesa e banho e colchonetes, além de alimentos não perecíveis (arroz, café, feijão, óleo, sal...) e colchonetes.

26º Batalhão de Polícia Militar
Rua Domingos Silvério, s/nº – Quitandinha
Tel.: 2291-4625

Academia Acqua Sports
Estrada União e Indústria, 12.300 – Itaipava
Tel.: 2222-2795

Academia Corpo & Água
Est. Independência, 27 – Cremerie
Tel.: 2237-0063

Águas do Imperador
Rua Dr. Nélson de Sá Earp, 307 – Centro
Rua Dr. Sá Earp, 84 – Morin

Aldeia Shopping
Rua Paulo Hervê, 1400 – Bingen

Armada Girl
Rua 16 de Março, 361 – Centro

Bikers Lounge
Estrada União e Indústria, 9032 (próximo ao Trevo de Itaipava)
Tel.: 2222-1677

Câmara dos Dirigentes Lojistas de Petrópolis
Rua Irmãos D'Ângelo, 48 – Sobreloja – Centro
Tel.: 2244-1900

Câmara Municipal
Praça Visconde de Mauá, 89 – Centro
Tel.: 2291-9200

CEAC – Centro de Estudos sobre o Atual e o Cotidiano
Rua Visconde de Uruguai, 344 – Valparaíso
Tel.: 2231-6862

Centro Cultural de Cascatinha
Rua Hívio Naliato (antiga estação de trem)

Centro de Cidadania de Itaipava
Estrada União e Indústria, 11860 – Itaipava
Tel.: 2246-8744 e 2246-8743

Centro de Cultura Raul de Leoni
Praça Visconde de Mauá, 305 - Centro
Tel.: 2233-1236

Centro de Defesa de Direitos Humanos de Petrópolis (CDDH)
Rua Monsenhor Bacelar, 400 – Centro
Tel.: 2242-2462

Centro de Moda da Rua Teresa
Rua Aureliano Coutinho, s/nº – Centro (esquina com a Rua 24 de Maio)

Ciep 281 – Gabriela Mistral
Estrada União Industria, 281 – Posse
Tel.: 2259-1379

Ciep 472 – Cândido Portinari
Estrada União e Indústria – Itaipava
Tel.: 2232-1284

Clínica Veterinária Saúde Animal
Rua Bernardo Proença, 601 – Itamarati
Tel.: 2249-1822

Clube 85
Rua Barão do Amazonas, 85 – Centro (Relógio das Flores)

Clube Centenário
Rua Cel. Duarte da Silveira, (próximo a garagem da viação Esperança)
Tel.: 2235-9148

Comunidade Evangélica Cristo em Nós
Ao
lado da 106ª Delegacia de Polícia – Itaipava

Conselho Tutelar
Travessa Vereador Prudente Aguiar, 38 - Edifício Vitrine – Centro
Tel.: 2246-9179

Cruz Vermelha
Rua Carlos Gomes, 6 - Bingen
Tel.: 2243-4758

Di Santinni
Rua do Imperador, 285 - Centro
Tel.: 2231-1407

Espaço Ativo
Rua Marechal Deodoro, 46/206 - Ed. Monsenhor Gentil – Centro

Estúdio S
Rua Quissamã, 120 - Quissamã
Tel.: 2231-2730

Ewiglich Jóias
Rua 16 de Março, 106 – Centro
Tel.: 2237-5522

Farmácia de Manipulação Officilab
Rua 16 de Março, 245 - Centro
Tel.: 2243-2396

FMP/FASE - Faculdade de Medicina de Petrópolis/ Faculdade Arthur Sá Earp Neto
Av. Barão do Rio Branco, 1003 - Centro
Tel.: 2244-6465

FMP/FASE - Pavilhão de Ensino do Hospital Alcides Carneiro
Rua Vigário Corrêa, 1345 - Corrêas
Tel.: 2221-0693


Frozen Spa
Largo da Estação, 40 – Itaipava
A empresa disponibilizou a cozinha industrial para a produção de refeições que estão sendo levadas para os abrigos de Petrópolis. A Frozen Spa pede para doações de água mineral, arroz, feijão e macarrão.

Fundação Leão XIII
Rua General Osório, 12 - 2º piso - Centro

Grupo Assistencial SOS VIDA
Rua Frei Luis, 40 – Centro
Tel.: 9213-8040 (Carlos Alberto ) e 9278-7289 (Cristiane )

Honda Hayasa
Rua Coronel Veiga, 1520
Tel.: 2249-9600

Heno's Choperia
Rua Dr. Agostinho Goulão, 22 - Loja 04 – Corrêas

Hospital Santa Teresa
Rua Paulino Afonso, 477 – Centro (Doação de Sangue)
Tel.: 2233-4600

Igreja Metodista Central
Rua Marechal Deodoro, 80 - Centro
Tel.: 2242-4440

Igreja Wesleyana de Benfica
Estrada
Philúvio Cerqueira Rodrigues, 2.700 – Benfica – Itaipava

Kanguru Comunicação
R. Montecaseros, 224 – Sl 303 – Centro
Tel.: 2231-7102

Land Rover
Estrada União e Indústria, 10490 – Itaipava
Tel.: 2232-1555

LBV (Legião da Boa Vontade)
Rua Luiz Pellegrini, 128 – Estrada da Saudade

LNCC - Laboratório Nacional de Computação Científica
Av. Getúlio Vargas, 333 - Quitandinha
Tel.: 2233-6000

Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro
Rua Marechal Deodoro, 88 – Centro

Ministério Público Federal
Rua Dr. Nélson de Sá Earp, 95 – Sl. 502 - Centro
Tel.: 2245-6370

Museu Imperial
Rua da Imperatriz, 220 – Centro (Prédio da Biblioteca – acesso pelo Bosque do Imperador)
Tel.: 2245-5550
Obs.: As doações podem ser trocadas pelo ingresso diretamente na bilheteria e também para o espetáculo Som e Luz.

Palácio Rio Negro
Avenida Koeler, 255 – Centro
Tel.: 2246-2378

Paróquias
Todas as 43 paróquias da Diocese de Petrópolis - nas cidades de Petrópolis, Teresópolis, Areal, São José do Vale do Rio Preto, Magé, Guapimirim, Paraíba do Sul (Inconfidência) e Três Rios (Bemposta) - também estão recebendo donativos.

Parque Municipal de Petrópolis
Est. União e Indústria, 10.000 – Itaipava

Petrópolis Convention & Visitors Bureau
(espaço cedido) Cerâmica Luiz Salvador - Estrada União e Indústria, 10.588, Itaipava

Polícia Rodoviária Federal
Posto na Rio-Petrópolis (BR 040 - Km 109) - Belvedere

Pólo Petrópolis-Tecnópolis
Rua Afrânio de Melo Franco, 333 – Sl 107 – Quitandinha

Praças de pedágio da BR-040
Duque de Caxias - km 104
Areal - km 45
Simão Pereira/MG - km 816
A Concer pede que sejam doados, preferencialmente, água mineral, produtos de higiene pessoal e de limpeza, roupas de cama, mesa e banho e colchonetes. Nas praças de pedágio, as doações podem ser entregues nos postos do Serviço de Informação ao Usuário da rodovia, que funcionam de segunda a segunda, 24 horas por dia. E na sede da empresa também: Duque de Caxias – km 110.

Rádio Musical FM
Rua Marechal Deodoro, 79 – Sala 215 - Centro
Tel.: 2242-5211 (8h às 20h)

Rio Previdência
Rua Paulo Barbosa, 408 – Centro
Tel.: 2235-4675

Secretaria de Trabalho, Ação Social e Cidadania - Setrac
Rua Aureliano Coutinho, n
° 81 – Centro

Senai
Rua Bingen, 130 – Bingen (Segunda à sexta das 8h às 20 h e aos sábados e domingos das 9h às 18 h)

Sesc Nogueira
Estrada do Calembe, s/nº – Nogueira
Tel.: 2236-1150

Sesc Quitadinha
Rua Joaquim Rolla, 2 – Quitandinha
Tel.: 2104-4495

Sesi
Rua Barão do Rio Branco, 2564 – Centro (Segunda à sexta das 8h às 20 h e aos sábados e domingos das 9h às 18 h)
Tel.: 2246-0965

Setranspetro
Rua do Imperador, 100 - Centro

Shopping Bauhaus
Rua
Dr. Nélson de Sá Earp, 88 – Centro (As doações podem ser feitas onde estava funcionando a Casa do Papai Noel)
Tel.: 2243-2192

Shopping Arcádia Mall
Estrada União e Indústria, 10.126 – Itaipava
Tel.: 2222-3911

Sicomércio
Rua Irmãos D
Ângelo, 48 – Coberturas 04 a 06 – Centro
Tel.: 2237-0806

Sindicato dos Professores de Petrópolis e Região (SINPRO)
Rua Floriano Peixoto, 239 – Centro
Tel.: 2243-6740

Supermercados da rede Pão de Açúcar
ABC CompreBem
Rua Paulo Barbosa, 161 - Centro
Tel.: 2237-2526

Praça Luiz Furtado da Rosa, 32 - Corrêas
Tel.: 2221-2572

Estrada União e Indústria, 11.711 - Itaipava
Tel.: 2222-2732

Sendas
Rua General Rondon,1015 - Quitandinha
Tel.: 2245-5556

Tamboatá
Estrada União e Indústria, 12.360 – Itaipava (9h às 18h)
Tel.: 2222-5007

Universidade Estácio de Sá
Rua Bingen, 50 – Bingen (8h às 20h)
Tel.: 2233-5500

Uptime Comunicação em Inglês
Rua D.
Pedro I,131 – Centro
Tel.: 2237-7301

Sites de compra coletiva

Contas bancárias recebem fundos
Defesa Civil – RJ
Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 0199
Operação: 006
Conta: 2011-0

Fundo Estadual de Assistência Social do Estado do Rio de Janeiro
CNPJ 02932524/0001-46
Banco: Itaú
Agência: 5673
Conta: 00594-7

Campanha SOS Sudeste (CNBB e Cáritas Brasileira)
Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 1041
Operação: 003
Conta: 1490-8
ou

Banco: Banco do Brasil
Agência: 3475-4
Conta: 32.000-5


Dejan Petkovic
Banco: Bradesco 237
Agência: 213-5
Conta: 1008425-3

SOS Petrópolis da Prefeitura
Banco: Banco do Brasil
Agência: 80-9
Conta Corrente: 76000-5

ou

Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 1651
Código de Operação: 006
Conta Corrente: 90-8