quinta-feira, 23 de junho de 2011

Professores da rede estadual protestam com som e faixas na Praça Dom Pedro

Tribuna de Petrópolis - 23/06/2011

Professores da rede estadual se reuniram na Praça Dom Pedro, ontem, no fim da tarde, para pedir melhorias. Categoria está em greve desde o dia 7

Na tarde de ontem, professores da rede estadual se mobilizaram em uma manifestação na Praça Dom Pedro. O protesto contava ainda com um carro de som e uma faixa onde os educadores pediam socorro pelo sucateamento da área. O ato fazia parte de um movimento coordenado em várias cidades do Rio de Janeiro, tendo como ponto alto uma carreata com destino à Cinelândia. A greve foi iniciada no dia 7 de junho. Ainda na noite de ontem, uma comissão do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe) esteve reunida com Sérgio Ruy Barbosa, secretário estadual de Planejamento e Gestão.
“Contamos com a participação de pelo menos 50 professores estaduais, que são aqueles companheiros que estão participando das nossas assembleias. Alguns deles estão ajudando com a distribuição de panfletos. A última reunião, realizada na terça-feira, decidiu pela manutenção da greve. Aqui em Petrópolis o número é um pouco reduzido, pois conta com as pessoas que não puderam se dirigir ao Rio de Janeiro, mas a adesão tem sido crescente”, explicou Carla Damasceno, da diretoria do Sepe.
As principais reivindicações da categoria são o reajuste emergencial de 26%; incorporação imediata da gratificação do Nova Escola (paga em parcelas e prevista para terminar somente em 2015); e descongelamento do Plano de Carreira dos funcionários administrativos. A direção do Sepe orienta a categoria para a utilização de roupas pretas em todas as atividades de greve agendadas para os próximos dias. Serão distribuídas também faixas pretas para levar o protesto da educação para as ruas.
“Queremos demonstrar a insatisfação quanto ao processo educativo do estado e quanto aos desmandos das políticas educacionais adotadas atualmente. O modo de trabalho empregado atropela tudo aquilo que se realiza dentro da sala de aula”, disse o professor de filosofia Natanael Damasceno.


Escola mantém aulas

A direção do Colégio Estadual Embaixador José Bonifácio, em Pedro do Rio, esclareceu que, diferente da informação transmitida à imprensa pelo Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe), as aulas no turno da manhã na instituição não foram suspensas. “As 19 turmas do Ensino Médio estão tendo aulas parcialmente. Mesmo que tenha uma aula apenas por dia, os estudantes não foram dispensados porque os professores que não aderiram à greve continuam as atividades normalmente”, explicou a diretora Andrea Constâncio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário