quarta-feira, 22 de junho de 2011

Obra na 13 de Maio e mudanças por causa da Bauernfest dão nó no trânsito

Tribuna de Petrópolis - 22/06/2011


Um buraco aberto na Rua 13 de Maio praticamente parou o trânsito ontem nas ruas Barão do Rio Branco e Padre Siqueira. Motoristas tiveram que enfrentar um longo congestionamento durante todo o dia. À noite, mais problema: o fechamento de ruas próximas do Palácio de Cristal, por conta da realização da Bauernfest, a partir de hoje, deu um nó no trânsito. Quem tentava chegar ao Centro pelo Bingen, por exemplo, levou mais de uma hora e meia apenas para atravessar o bairro.
Na Rua 13 de Maio, o buraco no meio da pista já estava sendo consertado, no fim da tarde. Segundo informações de pessoas que trabalhavam na obra, a tubulação de água rompeu. A obra estava sendo  executada por uma empresa terceirizada a serviço da Águas do Imperador, e para os motoristas, representavam só mais um ponto de retenção. Muitos vinham dos distritos e enfrentavam também obras na União e Indústria, no Retiro.
“O trânsito está caótico mesmo em Petrópolis. Acho que está até sem solução. A CPTrans deve conversar com os usuários do transporte público, como motoristas, taxistas e caminhoneiros, além do próprio povão. Infelizmente, já tenho evitado ir para o Centro com meu carro de passeio. Preciso antecipar muito o horário de saída. Eu doo um mês de trabalho voluntário para ajudar a resolver estes problemas”, declarou o caminhoneiro Jorge Lisboa, que levou 1h30 para chegar ao Centro enfrentando as retenções no Retiro e Treze de Maio.
O buraco da Treze de Maio, foi aberto após a descoberta de um vazamento causado pelo rompimento de uma peça de sustentação dos canos que passam sob a via. A Águas do Imperador informou que as obras que foi necessário fazer os reparos, que acabaram impossibilitando o estacionamento de carros de clientes em alguns estabelecimentos comerciais da rua.
Os comerciantes haviam se juntado há seis meses e conseguiram a colocação de placas autorizando a parada de até 30 minutos para pessoas que utilizassem o comércio local. Autorizada pela Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte (CPTrans), a medida é fiscalizada pela mesma empresa, que pode ainda multar os veículos que excedem esse tempo nas vagas demarcadas. Ontem, com a obra, o estacionamento de motos atrapalhava a passagem dos veículos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário